Obreira que não pensa!!

Luisa Teixeira

  • 23
  • Jan
  • 2014

Obreira que não pensa!!

  • 23
  • Jan
  • 2014

Qual é o seu objetivo dentro da Obra de Deus?

Porque serve a Deus como obreira?

Quantas almas ganhou?

Como é o seu atendimento?

Obreira, há uma necessidade gritante de se questionar, e isso não pode ser apenas durante um tempo, mas algo constante. Essas perguntas são para serem respondidas com profundidade, entrega e, sobretudo, sinceridade.

Muitas, infelizmente, quando abordadas com estas questões, não sabem responder com segurança, pois não há, realmente, uma definição interior.

A resposta é quase sempre a mesma: Ganhar almas.

Aliás, essa é a resposta que habitualmente consta na ficha de obreiros, quando questionados: “O que o levou a fazer a Obra de Deus?”

Tudo bem! Até aí está tudo certo, mas qual é a sua estratégia? O seu plano de acção para ganhar almas?

Quando se questiona, ao contrário, é sinal de que está vigilante, e de que tem noção, exatamente, com que propósito foi chamada. Você não pode ser como um barco à deriva, sem um rumo, sem uma direção, pois se assim é, como terá estrutura para desfazer as obras do diabo?

Ou pensa que o diabo é “um qualquer” ou um adversário que se pode subestimar? Fique certa de que ele também quer ganhar almas, e que os seus estratagemas são devidamente planeados e esquematizados. E mais! Ele espera o tempo que for necessário, até alcançar a sua meta.

Não me alongando muito, permita-me antes deixar-lhe estas questões, para que pense. Você precisa, sim, usar o seu raciocínio, com firmeza e constância na fé.

A Obra de Deus não é brincadeira, pois você não serve a um deus pagão. O seu Deus é o Deus dos Exércitos e, no Seu “batalhão”, só há lugar para os que têm estratégia, para os que usam da sua força interior.

A Obra de Deus começa dentro de si! Por isso exija a si própria uma avaliação do seu procedimento.

Registe o seu comentário.

Está de acordo comigo?