21 dias de Jejum – 14º Dia

Viviane Freitas

  • 6
  • Out
  • 2013

21 dias de Jejum – 14º Dia

  • 6
  • Out
  • 2013

A si mesmo se negue

Olá a todos. Mais um dia estamos aqui, a acompanhar este Jejum de Daniel. E tenho a certeza que todas as pessoas que se estão a entregar, verdadeiramente, nestes dias, permanecendo sensíveis à voz de Deus, verão a Sua Glória!

Gostaria de chamar a atenção para o seguinte: O Senhor Jesus foi transfigurado, mas você sabe porque motivo isso aconteceu no Monte da Transfiguração? Sabe o que Ele estava a ensinar antes de ter lugar esse acontecimento?

Vamos acompanhar, através do livro de Marcos, capítulo 8:

“Então, convocando a multidão e juntamente os seus discípulos, disse-lhes: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me.Quem quiser, pois, salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por causa de mim e do evangelho salvá-la-á.”
(Mc.8:34,35)

Vou parar por aqui, e gostaria que atentasse para o seguinte: Isto aconteceu antes do Senhor Jesus ser transfigurado. Convocou a multidão, chamou os discípulos e transmitiu-lhes esta mensagem. Assim como a transmite a nós, hoje. E, depois, Ele testa!
Seis dias após, Jesus chamou apenas três discípulos.
Porque não a todos? Certamente se chamasse os demais, também a eles teria sido dada a chance da revelação. Só que não é assim!

As coisas concernentes a Deus, não são como nós pensamos! Deus transmite-nos a Palavra e fica a “assistir”, vendo a nossa reação àquela mensagem; se vou apenas passá-la adiante ou vou atentar, ser prudente, guardá-la comigo e vigiar?

“Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue…”

Se eu pretendo ter o controlo da minha vida, não estou a glorificar o Senhor Jesus. Se quero tudo à minha maneira ou murmuro, porque as coisas não saem como gostaria que saíssem, não estou indo após Ele!

E como me negarei, para seguir ao Senhor Jesus?
· Negando a minha ansiedade e preocupação;
· Quando deixo de me importar com aquilo que os outros pensam a meu respeito;
· Quando quero seguir ao Senhor Jesus e estou interessada em saber qual é Sua vontade e o que Ele pensa de mim, e não os demais.
· Quando domino os sentimentos, embora continue a senti-los, pois sou humana. Enxergo-os e “corto-os” no mesmo instante, não me permitindo senti-los, mas seguindo ao Senhor Jesus.

Isto é negar a si mesmo!

“… tome a sua cruz e siga-me.”

Assuma as consequências de renunciar aos seus sentimentos e de ter o controlo da sua vida. Pare de se esconder atrás de uma “máscara” de perfeição ou dos muitos afazeres!

Será difícil, pois não mais predominará a sua vontade, e sim a vontade de Deus. Por isso, não use os sentimentos para se salvaguardar, mas use a Palavra de Deus como o seu refúgio.

“Quem quiser, pois, salvar a sua vida perdê-la-á…”

Posso provar-lhe isto: Quantas vezes quis salvar a sua vida, quis viver de aparência, ter o controlo da situação, organizar muita coisa, mas não conseguiu salvar nada? Porque quis salvar à sua maneira! Mas não é isso que está escrito!

“…e quem perder a vida por causa de mim e do evangelho salvá-la-á.”

Eu posso dizer-lhe isto, amiga: A cada ano que passa, eu tenho aprendido a perder essa “vida”… O controlo, a minha vontade, e tudo em prol de servir a Deus; em função do Evangelho do Senhor Jesus.

Posso dizer-lhe isto, pois sou um testemunho vivo desta Palavra, tendo visto a salvação de Deus na minha vida.

“Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?”
(Mc.8:36)

Você está preocupada com tanta coisa, de organizar tudo, salvar a sua família, impondo a si mesma a pressão de fazer, fazer, fazer… dar, dar, dar… quando ainda nem entendeu o que é entregar-se inteiramente ao Senhor Jesus.

A preocupação e a ansiedade, fazem-nos perder a nossa alma.

As pessoas procuram preencher a sua alma e o seu vazio, com tantas coisas, mas não conseguem. Têm tudo, aparentemente, como uma vida financeira estável, família, e, no fundo, são pessoas deprimidas e vazias. Pessoas que chegaram a pôr termo às suas vidas, pensando, assim, encontrar a solução. Mas sabemos que isso não é o fim!

Amiga, quer salvar a sua vida e “ganhar” neste Jejum de Daniel? Perca a sua vontade! Deixe de falar apenas sobre o que aconteceu no passado e repare agora naquilo que precisa dar… Abandone as murmurações, as reclamações, os “disparates” que saem da sua boca.

Reparemos, pois quando reparamos e nos submetemos, obedecendo à voz de Deus, perdemos a nossa vontade e alcançamos a Sua salvação.

Ficamos por aqui, mas amanhã estaremos de volta!