Jejum pelo mais importante – 13º dia

Viviane Freitas

  • 5
  • Abr
  • 2013

Jejum pelo mais importante – 13º dia

  • 5
  • Abr
  • 2013

 

Espírito Santo – A mente de Cristo

 “Quem guiou o Espírito do Senhor? Ou, como seu conselheiro, o ensinou?

Com quem tomou ele conselho, para que lhe desse compreensão? Quem o instruiu na vereda do juízo, e lhe ensinou sabedoria, e lhe mostrou o caminho de entendimento?

Eis que as nações são consideradas por ele como um pingo que cai de um balde e como um grão de pó na balança; as ilhas são como pó fino que se levanta.” (Is.40:13-15)

Quem tem o Espírito Santo, possui a Sua mente. E isto não se compara à sabedoria humana, mas é  algo sublimemente superior, que transcende o nosso entendimento. Não se pode adquirir com o tempo, com os estudos ou experiências naturais da vida. Advém somente do Alto!

“E o que isso tem a ver comigo?” Você pergunta.

Tudo a ver, quando você está à procura do Espírito Santo e deseja ter a mente de Cristo.

Se nos tem acompanhado, tem percebido que há uma força além da capacidade humana, que emerge destas meditações. Não deixamos de ser humanos, mas conseguimos discernir, separar e julgar; tirar forças da fraqueza, para ir adiante e fazer guerra aos “inimigos”. Atacar aquilo que nos afronta!

Passa a ter entendimento para praticar o que é correto, e deixa de viver de acordo com as circunstâncias ou os sentidos. Adquire forças para agir exatamente de acordo com o pensamento de Deus!

Quando agimos de acordo com a mente de Deus, existe conselho.

Os que são batizados com o Espírito Santo, sempre enfrentam situações diferentes. E, muitas vezes, olhando com os olhos físicos, vêm-se incapazes de ultrapassá-las. Mas o Espírito Santo, que é a mente de Cristo, dá-lhes o respetivo discernimento quanto ao que fazer.

“O temor do Senhor é o princípio do saber, mas os loucos desprezam a sabedoria e o ensino.” (Pv.1:7)

Quem tem o Espírito de Deus, possui este temor, e quando lhes sucede imprevistos, antes de tomar uma iniciativa ou atitude, baseiam-se no mesmo. Por isso, não permanecem na dúvida.

Você, que nos ouve, pode estar dividida entre dois pensamentos, mas não precisa ser assim! A Palavra de Deus refere que ninguém dá conselho, entendimento e traz consciência – que é a resposta – ao Espírito de Deus. Ele próprio é certeza!

Se procura o Espírito Santo, é porque deseja Alguém que a auxilie e lhe dê respostas.

Eu percebo isso! Vejo Deus a auxiliar-me em situações para as quais, humanamente, não teria condições. Porque o temo e, sendo o temor, o princípio do saber, saberei, por conseguinte, sempre o que fazer.

Porque O tenho em primeiro lugar, não fico indecisa. A mente de Cristo é definida e tem a resposta. E, nesta definição, temos a força necessária para fazer acontecer qualquer situação.

Por mais que se compare, até a nós, achando que somos fora do “normal”, nada mais é do que a força do Espírito Santo, para superar as dificuldades.

Você pensa que eu falo forte, e que a incito a ser definida, porque sou “toda-poderosa”? Negativo!! Eu sou um ser humano, mas o Espírito de Deus dá-me capacidades para enfrentar o que me faz temer, impedindo-me de ser fragilizada!

Na verdade, eu reconheço que não estou só!

E a minha mente, que é a mente de Cristo, faz-me entender que os meus cinco sentidos, não me podem guiar. Nada me pode guiar, a não ser a mente de Deus, firmada no temor!

Vamos deixá-la agora a pensar e a meditar sobre isto. Até amanhã!