Defesas – O Veneno

Viviane Freitas

  • 6
  • Set
  • 2012

Defesas – O Veneno

  • 6
  • Set
  • 2012

Quais eram as minhas defesas?

As minhas defesas, eram ignorar a minha irmã e não mostrar tanta importância aos seus conselhos. Em outras palavras, manifestava … O R G U L H O.

Mesmo sendo criada em um berço evangélico, com os melhores ensinamentos e atenção que poderia receber…
Não adianta; você e eu podemos receber, tanto do melhor, como do pior, porém vamos sempre manifestar o que não é bom.

Não é de admirar, porque o próprio Senhor Jesus disse que não somos bons; apenas um é bom, e esse é Deus.

Mas nós temo-nos como “bons”, e achamos que as nossas “características” são apenas defesas, para uma suposta falta de cuidado dos demais. Na realidade, essas mesmas defesas tornam-nos pesadas e intolerantes aos olhos dos outros, pois, não apenas manifestamos orgulho, mas também egoísmo.

Criamos problemas internos e guardamos no nosso íntimo o que não presta: Veneno, que acaba corrompendo a nossa pureza em malícia.

Só houve um remédio para este problema profundo: Quando não mais aguentei manejar tantas dores e conflitos, vi a minha injustiça e busquei a Deus como pecadora.

Aqui está o meu segredo: Buscar como pecadora e não apenas como falha.

E quando é que você se vê desta forma?! Será que é buscando de forma superficial ou religiosa? Não!!!! Mil vezes não!!!

De forma bem sincera… Diz tudo o que sente, dirigindo-se especialmente à meta que quer atingir. E foi isso que fiz.

A minha fé resolveu o meu problema interno, somente porque quis obedecer ao que está escrito.

Perguntará você: Não tem vergonha de falar desta forma, tão transparente?
Eu respondo: Não!

E sabe porquê? Porque eu devo satisfações a Deus e não ao mundo. A partir do momento em que se perde a vida, em função de Deus, somos independentes do mundo, da sociedade e das aparências. Queremos apenas a verdade, e nada mais interessa.

Servir a Deus é maravilhoso. Ele faz tudo novo. Hoje não tenho nada a ver com o meu passado.