Quarentena – 10º dia

Viviane Freitas

  • 28
  • Dez
  • 2012

Quarentena – 10º dia

  • 28
  • Dez
  • 2012


“E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Alegra-te, muito favorecida! O Senhor é contigo.
Ela, porém, ao ouvir esta palavra, perturbou-se muito e pôs-se a pensar no que significaria esta saudação.
Mas o anjo lhe disse: Maria, não temas; porque achaste graça diante de Deus.”
(Lc.1:28-30)

Imagine esta mulher, Maria, no seu quotidiano, visitada por um anjo… Foi Deus Quem se aproximou dela!

Existem pessoas que “correm” atrás de Deus: “Dá-me isto, ou aquilo…”

Mas o fato de Maria ter sido visitada, não fora resultado de um pedido, mas a sua própria vida convidara Deus; chamara a Sua atenção.

O que é que ela tinha?

Lembre-se que ela era “virgem” no seu interior; pura… resguardava a sua fé.

Isto é o que chama a atenção de Deus…

Não a sua malícia; o que condena ou julga, mas o que você é – e faz – que transmite pureza. Que lhe permite ver as situações com bons olhos.

“Ela, porém, ao ouvir esta palavra, perturbou-se muito…”

Ao invés de revelar espanto, exclamação ou excitação com a notícia, parou a ouvir e pensar… Não se via digna de tamanha honra, como é comum aos que têm Deus como Senhor. Não se achava digna de uma condição; de uma posição…

“… e pôs-se a pensar no que significaria esta saudação.”

Maria não alimentou a emoção, em função do que lhe dissera o anjo, mas questionou, que atributos teria, para haver sido escolhida.

Mesmo sendo considerada pura, aos olhos de Deus, não se achava o “máximo”…

Por isso ela se perturbou.

Imagine Deus encontrar em si algo tão benevolente…

A atitude de Maria; a sua forma racional de agir, chamou a atenção de Deus.

Quando a pessoa se resguarda; se separa e mantém a virgindade espiritual, vive, de fato, pela sua fé. É segura, e não influenciada pelos que os outros dizem ou pensam…

“Maria, não temas; porque achaste graça…”

Maria foi uma “virgem” racional; por isso se fazia pura.

Assim também você… Se tornará “virgem” e pura, quando questionar o que não é racional; o que não está de acordo com a Palavra de Deus.

Quem vive na emoção, não deseja uma resposta concreta, mas apoia-se na ilusão.

Eu não sei qual é o seu passado; se viveu de forma emotiva ou se errou muito…

Com certeza!

Mas, eu sei de uma coisa: Do Deus que eu conheci; dos limites onde cheguei; os meus fracassos; onde errei… Mas sei igualmente o que Ele fez comigo, que também pode fazer por si!

Não interessa o “ontem”, mas o “agora”… Conhecendo a Verdade e se tornando pura.

Se há vários anos está na Igreja e se tem corrompido… feito tudo o que é errado, ou desagradado a Deus da pior forma, ainda assim, há solução!

Quando fizer uso da razão, deixará de ser uma pessoa influenciada por sentimentos e, assim, será purificada de tudo o que a tem corrompido.

Levante a cabeça e olhe para a frente. O nosso Deus não vive da glória do passado e nem dos fracassos de ontem… Ele diz: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.” (Mt.11:28)

É a si que Ele diz: “Venha assim mesmo, cheia de problemas…”

Dê a Deus o seu desafio, e eu duvido que Ele não resolva o seu problema.

E tudo se fará novo…