Jejum pelo mais importante – 3º dia

Viviane Freitas

  • 26
  • Mar
  • 2013

Jejum pelo mais importante – 3º dia

  • 26
  • Mar
  • 2013


O Espírito Santo – Poder

“Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas….”
(At.1:8)

Mas que poder é este, que as pessoas citam, falam, admiram, mas que nem sempre lhe conhecem os fatos?

Através de um exemplo na Bíblia, vamos ficar a conhecer, na prática, alguém que manifestou o uso deste poder:

“Veio sobre ele o Espírito do Senhor, e ele julgou a Israel; saiu à peleja, e o Senhor lhe entregou nas mãos a Cusã-Risataim, rei da Mesopotânia, contra o qual ele prevaleceu.” (Jz.3:10)

A pessoa que é batizada com o Espírito Santo, através do poder que Deus lhe concedeu, passa a ter a capacidade de julgar – e acertar – ir à peleja, e vencer!

Muitas pessoas, que se dizem batizadas com o Espírito Santo, são medrosas; não têm direção, temem ir à peleja. Por conseguinte, sempre que se envolvem numa “batalha”, perdem! Este não é o Espírito de Deus. Ele é Poder!

Você que é uma pessoa medrosa, saiba de uma coisa: Todos nós estamos sujeitos aos sentimentos, mas os que são batizados com o Espírito Santo, não se permitem ser dominados pelos mesmos. Não se intimidam perante a “ameaça”, e não admitem que os seus sentimentos ditem as normas.

A partir do momento que temos o Espírito Santo, Ele faz-nos saber que aquilo que “sentimos”, não é um poder, mas que nos torna fragilizadas.

Quantas vezes sentiu?

O Espírito Santo, não é de passividade, ou promove uma apatia perante o nosso “eu”, mas torna-nos “reis” diante das batalhas; faz-nos dominar!

O Espírito de Deus é valentia! Quem O possui, adquire o poder de julgar, e não teme ser usado por Deus para levar a Sua Palavra, aos demais, como profeta. A palavra que sai da sua boca transmite vida e força, pois tem o poder de “julgar”; de dar a direção certa.

O Espírito Santo é definido!

Amiga, você que está a participar neste Jejum; que deseja saber Quem é o Espírito Santo, estou a provar-lhe, aqui nas Escrituras, que o Espírito não se baseia em sentimentos; não é apenas sentir uma emoção, chorar na Igreja ou falar em línguas. Mas são fatos!

Por mais que sejamos humanos, não nos permitimos intimidar, pois temos o poder do Altíssimo para ultrapassar tudo aquilo que nos tenta impedir de vencer.

Você age como Deus agiria no seu lugar, pois o Espírito Santo é um “pedaço” de Deus dentro de si!

O nascido de Deus até consegue superar problemas, mas não possui este poder, esta ousadia!

Pense, então, que espírito tem manifestado na sua vida.

Uma dica:
Se diz que já passou pela fase da conversão, do Novo Nascimento, e que agora está a buscar o Espírito Santo, então aja como Ele deseja: Com definição! A sua mente e o seu objetivo devem estar plenamente focados neste batismo.

Tome atitudes em relação ao que você crê!