Como vencer os ciúmes?

Silvia Alvarenga

  • 18
  • Jul
  • 2012

Como vencer os ciúmes?

  • 18
  • Jul
  • 2012

Primeiro, os ciúmes, vêm por causa da insegurança de um passado, de algumas cenas que marcaram a sua vida, e que você deixou guardar dentro de si.

Por conta disso, você se tornou vulnerável, você não consegue ser uma pessoa definida.

Vai vivendo como uma escrava do amor ou da atenção dos demais. As comparações são constantes e nunca consegue se ver linda, ou suficiente para ninguém, porque pensa que não tem as mesmas virtudes de quem a rodeia.

É algo muito difícil de se lidar.
É deveras frustrante.
É uma pobreza! Mendiga pelo valor, que você mesma já possui.
Incomoda os demais.
Chateia e traz vergonha para o seu orgulho, das cenas humilhantes que você passa por se sentir assim.
Tenta de várias formas superar, pagando com a sua defesa, que lhe frustra ainda mais.

Tudo isso, é algo carnal. Você vive um inferno nessa vida!
Veja só as consequências que advêm dos ciúmes:

Você fica com um nó na garganta;
Você só tem vontade de chorar;
Você fica na defensiva;
Você fica guardando todos os sentimentos, lembranças, e a sua razão fala que você está certa, mas nunca traz solução para o seu problema, senão sentir e sentir. E assim vem o amargar da vida, que era para ser dócil.

Ao invés de resolver, ainda ficam piores os problemas, porque você conhece a verdade, no entanto, essa verdade não consegue lhe libertar por completo. Porquê? Qual é o problema desse mal que te impõe sentimentos incontroláveis? Como superar?

Só supera, quando você mesma raciocina, e vê o seu estado pobre e mesquinho que tem vivido. E isso acontece, não porque os outros enxergam o seu erro e lhe chamam atenção, mas porque você não aguenta mais a sua INJUSTIÇA!

Quando você se vê, e sente dor por ser quem você é… você assume a sua condição, não de vítima, mas de alguém que precisa mudar! Você não se apoia em ninguém, porque ninguém pode arrancar, o que você mesmo deixou nutrir.

Ninguém tem culpa dos seus fracassos. Isso é muito importante entender, porque enquanto culpar os outros, você alimenta ainda mais o sentimento, ou às vezes nem culpa, mas sempre tem uma justificativa para defender suas atitudes. Isso é muito mau, pois você preserva o seu pecado, e não o odeia sinceramente.

Quando você odeia, você assume, e não se preocupa em mostrar um disfarce ou uma aparência de que está tudo bem, e nem defende as suas razões.

Esse é o seu caso? Os ciúmes têm estado tão fortes dentro de si que nem consegue perceber e nem ser sensível para ouvir a voz de Deus?

Você precisa ser humilde. Precisa reconhecer que necessita de ajuda. Precisa odiar o que brota dentro de você, e não se defender.

Você precisa… buscar!

Como? Sabe como?

Como aquela pessoa que chega desesperada à igreja, que precisa de um rumo para a sua vida, que busca uma oportunidade, e qualquer conselho é como um bálsamo para a sua alma. Ela faz exatamente isso, porque está sensível à voz de Deus.
A escolha é de cada um, ninguém pode interferir nas suas decisões!