Viver à sombra

Viviane Freitas

  • 8
  • Out
  • 2012

Viver à sombra

  • 8
  • Out
  • 2012

Quando é que uma pessoa vive à sombra de alguém?

Quando não tem nada vivo; nada novo…

Não é um referencial e não alcança bom testemunho dos demais, pois vive em função do que é passageiro

Se Deus forma dentro de nós algo infinito, porque investirei apenas naquilo que tem fim?

Quando a pessoa age pela fé – a fé própria – não depende de circunstâncias favoráveis ou de favorecimento de terceiros; não se apoia em ninguém ou vive de referências.

Observe: Os homens e mulheres de Deus, no passado, não tinham referenciais para serem o que foram!

Não viver à sombra é ter uma fé independente e PERSEVERAR nela!

Não é uma fé para que as pessoas a vejam como “espiritual”; para se revelar como “de Deus” ou para que se sinta bem… Não!

Espelhar-se em alguém; admirar certas atitudes e segui-las, porque se encontra um excelente exemplo a seguir, não há problema.
O problema existe, quando as pessoas não querem ter uma fé própria e dependem exclusivamente da opinião e da atitudes dos demais.

Temos exemplos, mas não podemos ser como bonequinhos manipulados pelas pessoas; devemos ter algo nosso. Isto é inteligente e coopera para o nosso desenvolvimento.

Como terei algo próprio?

Você tem uma fé… Certo? Mas esta fica escondida, porque não crê; não se entrega por esta certeza. Se não mostra que crê, é porque, de fato, não crê!
Por isso não tem experiências novas; não acontece nada novo… Porque não provoca nada!

Vive na dependência que alguém a “sacuda” para despertar…

Você tem uma fé! Ela já existe dentro de si e isto já é mais do que suficiente, ou não acha?

É como um carro… Não adianta ter um Ferrari e estar sem combustível; não anda.

A sua fé exige de si! Já parou para prestar atenção a isto? E é algo individual; é algo seu… Há a necessidade de desafios para manifestá-la.

Se a sua fé é morta, você não agrada a Deus.

Não há como agradar a Deus, sendo normal; fazendo as mesmas coisas… Se não há sede de desafios, ela torna-se morta, pois apenas imitar alguém não exige desafios.

 

“Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.
Porque por ela os antigos alcançaram testemunho.
Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente.
Pela fé Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho dos seus dons, e por ela, depois de morto, ainda fala.”
(Hebreus 11:1-4)

Não preciso ver; não preciso ouvir alguém falar; não preciso tocar para entender… Eu tenho apenas de crer!!!

A fé permite-lhe desafiar a si mesma! Quem pode ensinar-lhe isto? Ninguém!!!