Experiência: Só se vence o que se enfrenta

Viviane Freitas

  • 6
  • Set
  • 2014

Experiência : Só se vence o que se enfrenta

  • 6
  • Set
  • 2014

O medo é uma reação natural dos seres humanos e dos animais.


Ele avisa do perigo e não permite ir além da capacidade do cérebro em distinguir uma ameaça.

Mas para os seres humanos, o medo em muitas ocasiões passa do instinto e vira sentimento. E é aí que realmente está o perigo.

Mas para os seres humanos o medo, em muitas ocasiões, passa do instinto e vira sentimento. E é aí que realmente está o perigo.

O “medo-sentimento” não avisa do perigo, ao invés disso, cria a ilusão de um perigo que não existe. Esse sentimento é o freio que impede muita gente de avançar na vida.
O medo da mudança, o medo de encarar a verdade, o medo de pedir perdão, o medo que uma decepção do passado se repita no futuro, o medo do novo, o medo do velho, o medo do desconhecido, o medo de acreditar em si mesmo, o medo de acreditar nos outros, enfim… Medos não faltam e, com o dia a dia, novos são criados.

E como vencer o medo? Essa é a questão que para muitos, não tem resposta, não porque ela não exista mas pelo fato de que o convívio com o medo nublou a capacidade de se enxergar a si mesma. Para todo o “medo-sentimento” existe uma solução: Enfrentar. Só se vence o que se enfrenta.

Para quem tem Deus como escudo e base da vida, os medos vêm, mas eles são vencidos. Transformam-se em oportunidades. O futuro é desconhecido para toda a raça humana, mas para os da Fé ele é a oportunidade de dias melhores, desenvolvimento e vida Eterna. Por isso, que venhamos a ser ousados, intrépidos, fortes, confiantes, corajosos, de Fé.

Seja forte e muito corajoso. (Josué 1:7 NTLH)

Portanto, a escolha é nossa: Conviver com a ilusão do medo, ou viver a verdade da Fé.

Obs: Venci um “medinho” hoje, finalmente criei coragem e usei delineador azul. Eu sempre achei lindo nos outros, mas ficava com medo de ser algo deselegante para mim. Ousei e gostei! Desafio-a hoje a vencer pelo menos um “medinho” insignificante como este. Quem sabe, vencendo algo assim, não cria coragem para vencer algo muito maior?

Eu creio que sim, na minha vida e na sua. E você?