Servas em alerta – Que desperdício!

Luisa Teixeira

  • 6
  • Jun
  • 2019

Servas em alerta – Que desperdício!

  • 6
  • Jun
  • 2019

“Como joia de ouro no focinho de uma porca, assim é a mulher formosa que não tem discrição.” (Provérbios 11:22)

Há dias, pensava com mais profundidade sobre esse provérbio que é tão comentado e conhecido pela grande maioria das mulheres cristãs. Sempre levei essa analogia do Rei Salomão para o lado comportamental da mulher, pois de nada adianta a beleza física se não houver discrição. Assim é uma joia de ouro no focinho de uma porca. Que desperdício, não é verdade?!

No entanto, Deus me fez ver esse versículo de uma outra faceta. Em primeiro lugar, questionei o porquê dessa comparação com o porco? O porco é um animal desordeiro, encardido, inquieto, quase que ansioso, malcheiroso e destruidor, come tudo o que vem pela frente. Nada contra  porco! Há quem defenda que o porco não é nada disso, mas quem criou ou cria porcos sabe muito bem dessa realidade. Você pode dar banho no porco e até deixá-lo limpinho, mas, no final de tudo, ele vai voltar para a LAMA. Quando vai para o matadouro, não há quem suporte a sua gritaria e rebeldia, faz um barulho ensurdecedor; é completamente o oposto do cordeiro, que, mudo, passa pela morte.

Vamos agora trazer essa comparação para a nossa vida. Todos os dias somos limpas pela Palavra do nosso Deus. Quando ouvimos a Sua direção, é como água que nos lava das nossas sujeiras espirituais, das nossas indiscrições que vêm de diversas formas.
Veja que a indiscrição está aliada a comportamentos tais como:

  • Fofoca (gosta de falar da vida da outra)
  • Egocentrismo (só pensa em si mesma e nas suas responsabilidades, não gosta de partilhar nada, pois quer os louros só para si)
  • Inconveniência (não sabe o seu lugar, fala muito e sem pensar, na hora errada, faz brincadeiras de mau gosto)
  • Curiosidade (quer saber de tudo, até do que não convém)
  • Ansiedade (vive inquieta e preocupada com o amanhã, por isso seu proceder é agitado)

    No momento em que agimos dessa forma, estamos voltando ao “charco” e nos assemelhamos, quer queiramos quer não, à porca com a joia de ouro no seu focinho, pois somos conhecedoras da verdade, contudo não obedecemos à Palavra de Deus, que é essa joia preciosa.  O que Deus espera é que nos mantenhamos limpas constantemente e que não sejamos levadas pelas inclinações carnais.

    Outra lição que tiramos dessa comparação é em relação ao nosso comportamento quando passamos pelo “matadouro”, ou seja, o momento em que somos postas à prova. Que “matadouro” pode ser esse dentro da realidade da obra de Deus? 

  • Perder uma responsabilidade;
  • Passar por uma suposta injustiça;
  • Não ser tão contada;
  • etc;

    É aqui que há necessidade de observarmos nossa reação, pois ela mostra com quem na verdade nos parecemos: à porca ou ao cordeiro. Se não aceitamos, “gritamos” e nos rebelamos, já sabemos quem somos! 

    Podemos estar muito lindas de uniforme e carregar uma indiscrição em oculto! 

    É você que decide agarrar essa oportunidade de ser de fato essa mulher formosa, como uma joia, que Deus criou para ser!

    Será que ficou claro? Você entendeu esse ALERTA que vem de Deus?
    Deixe o seu comentário!