Servas em alerta – Quando provo que amo a Deus?

Luisa Teixeira

  • 29
  • Ago
  • 2019

Servas em alerta – Quando provo que amo a Deus?

  • 29
  • Ago
  • 2019

“Portanto, guardai diligentemente as vossas almas, para amardes ao Senhor vosso Deus.” – Josué 23.11

Quando é que provo que amo a Deus de fato e de verdade?
E quando é que fica claro que o meu amor por Ele é verdadeiro?

Falamos que amamos a Deus; enchemos nossos lábios de palavras de louvor; vestimos o uniforme; expulsamos demônios; evangelizamos; estamos diariamente na igreja; pregamos a palavra de Deus; somos “pau para toda a obra”, mas, mesmo assim, podemos não amar a Deus.

Forte. Não é mesmo?

Para provar essa realidade, muitos, naquele dia em que Jesus voltar, dirão como está escrito:

“Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade”. – Mateus 7.22-23

O que revela o meu amor por Deus é quando guardo a minha alma, mas de maneira diligente e não de qualquer forma, ou do meu jeito.
Ser diligente, no que diz respeito à minha alma, é ser ativa na minha fé, aplicada na minha comunhão com Deus e zelosa no que diz respeito ao meu interior. Estar em vigilância constante em relação ao que sou, para não viver uma vida que desagrade a Deus.

Vale fazermos uma análise se estamos, efetivamente, guardando as nossas almas, ou se estamos distraídas com as futilidades desta vida.

Que fique claro que guardar a alma é escolher as referências do Alto e rejeitar os moldes e os valores deste mundo.