Servas em alerta – Não sacrificarás

Luisa Teixeira

  • 30
  • Mai
  • 2019

Servas em alerta – Não sacrificarás

  • 30
  • Mai
  • 2019

“NÃO sacrificarás ao Senhor teu Deus, boi ou gado miúdo em que haja defeito ou alguma coisa má; pois abominação é ao Senhor teu Deus.” (Deuteronômio) 17:1

O boi significa o sacrifício maior, mais pesado, mais robusto, que pode simbolizar as obras que mais chamam a atenção e vistas a olho nu. Assim como é o pregar no altar, fazer reuniões, ser responsável por uma determinada área da Obra de Deus, enfim, tudo o que possa envolver aparência, imagem, posição…ou seja, exterioridade.

Mas, se nessa oferta há uma intenção pessoal, engano, malícia, ou vaidade, então ela já está pervertida. E por mais que seja bem vista diante de todos, Deus não aceita o sacrifício.

E o gado miúdo, o que pode ser?

Pode ser as coisas simples, como por exemplo, a forma como visto o meu uniforme, como me preparo para a reunião de obreiros, como limpo a casa de Deus, ou até mesmo como sirvo a Santa Ceia. Talvez sejam “coisinhas” que ninguém vê, mas o interior está cheio de indiferença e não há qualquer reverência a Deus. Já não há mais o cuidado de zelar pelo seu chamado como no início, pelo contrário, há um desprezo camuflado de uma imagem falsa de que tudo vai bem, mas a cada dia está se distanciando mais da vontade de Deus. 

Que sinal!

Quando li esse versículo, me veio um temor muito grande. Sobretudo em relação ao “gado miúdo” que são os pequenos detalhes, que sutilmente podem passar desapercebidos aos nossos olhos, e que estão no mais íntimo do nosso ser.

Veja que está escrito para NÃO sacrificar, pois Deus não aceita. Deus odeia essa oferta. Imagine Deus odiar o que estamos ofertando. Tão sério, não é verdade? Não temos a dimensão da seriedade, mas temos o poder para obedecer a ordem dada por Ele!

Vamos aproveitar esse Jejum de Daniel para esvaziar nosso ser de todas as impurezas e nos encher do Espírito Santo, pois só Ele nos capacita a oferecermos a oferta perfeita a Deus!
 
Você já havia pensado nisto? O que você acha?
 
Deixe o seu comentário.