Servas em alerta – Do que você tem se guardado?

Luisa Teixeira

  • 25
  • Abr
  • 2019

Servas em alerta – Do que você tem se guardado?

  • 25
  • Abr
  • 2019

Hoje em dia, percebemos uma frenética procura pela aparência ideal, em todos os âmbitos da vida. A humanidade tem se empenhado cada vez mais em defender a sua imagem pessoal. Guardam com “unhas e dentes” os seus bens terrenos, tudo para ficar bem no “retrato social”. Mantêm posições, amizades, profissões, estudos somente para não ficarem malvistos.
Será isso condenável? De modo algum!

Na verdade, tudo o que conquistamos na vida com esforço e dedicação deve ser mantido e conservado. O problema é quando salvaguardamos tudo isso acima da boa consciência. Como assim? Quando mantemos uma falsa aparência, ainda que isso coloque em causa a nossa Salvação. É precisamente aqui que mora o perigo, visto que a insinceridade, o engano, a falsidade e a hipocrisia vêm à tona.

Não são poucas as servas que se têm deixado levar pela imagem, com medo de perder uma responsabilidade que possuem, um título ou até a própria boa reputação. Elas têm se guardado de tudo e de todos, menos do mais importante. Veja o que está escrito na Palavra de Deus, em Deuteronômio 6:12: “Guarda-te, que não te esqueças do Senhor, que te tirou da terra do Egito da casa da servidão”.

Veja que nesse versículo é peremptória a ordem dada, para nos guardarmos e não nos esquecermos do Senhor, do Seu livramento.

Em quais circunstâncias nos guardamos, para não nos esquecermos do nosso Deus?

  • Diante de uma amizade que não é benéfica para a vida espiritual, há em você coragem para abrir mão desta, que tem promovido o seu distanciamento de Deus?
  • Diante de uma carreira profissional ou estudos que até dão boas projeções financeiras, mas não permitem ter tempo para Deus e para a Sua Obra, há em você poder de decisão para procurar outro meio e tecer prioridades, tudo para não se afastar do serviço ao seu Senhor?
  • Quando os maus olhos, o egoísmo, os sentimentos de inferioridade vêm, você não se deixa levar por eles, mas antes guarda-se de tudo isso para agradar a Deus?

    Vamos ser bem sinceras: será que temos, verdadeiramente, nos guardado? Sobretudo de nós mesmas e de nossas vontades, para fazer a vontade dAquele que nos chamou e nos tirou da escravidão? Ou estamos vivendo como escravas da nossa própria imagem, e vivendo um engano?

    Esteja em alerta constante!

    O que me diz? Qual o seu comentário?