Ser Útil

Viviane Freitas

  • 25
  • Jan
  • 2012

Ser Útil

  • 25
  • Jan
  • 2012

Ler e meditar na Palavra de Deus é uma necessidade. Para muitos, apenas cumprem com o dever da sua religião, outros curtem a leitura como um “guia” para a vida.

Lêem com o fim de aprender a fazer o que é correto aos olhos de Deus.

Desde o dia que fui batizada com Espírito Santo, a Bíblia foi o meu tesouro. Ela tem as palavras mais sábias que já escutei. Ela transmite paz, direção e ousadia. Descobrimos segredos da nossa própria fé.

Vou ser bem sincera, desde o meu batismo com Espírito Santo, sempre tive um fogo queimando dentro de mim. Eu ia com alegria para a igreja todos os dias, e a noite em meu quarto, no meu cantinho, meditava com toda atenção, disposição e principalmente com temor. O melhor horário do dia para mim era aquele momento em que eu estava só, pois era tão forte a voz de Deus, parecia que todo cansaço ia embora. Me alegrava ao ler a Bíblia.

Eu levava o fogo da leitura dentro de mim, e quando estava nas reuniões de obreiras, eu queria falar, falar toda aquela novidade que Deus tinha me sido revelado durante a noite, na minha meditação. Mesmo que estivesse tremendo de vergonha, eu não me preocupava com o que eu sentia, queria executar aquilo que Deus tinha colocado em mim.

Anos passaram, aquelas experiências minhas com Deus, sozinha no meu quarto, me deram base para enfrentar as provas que viriam contra a minha fé. E funcionou muito bem. Fui ultrapassando meus erros, minhas falhas e aprendendo a sacrificar cada dia.

É interessante, quando lemos a Bíblia com temor, com precaução em atender a voz de Deus, em descobrir o que devemos ser, há maravilhas dentro da gente. Porém, não pára por aí, temos que permanecer nesta palavra, pois senão de nada vale toda aquela euforia (fé emotiva). A fé racional, inteligente, faz a gente ter temor, e guardar as palavras contidas, raciocinar sobre a nossa própria vida, ações e intenções.

“Se me amais, guardarei os meus mandamentos.” João 14:15

 

“Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado; permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramos produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim.” João 15:3-4