Quarentena – 36º dia

Viviane Freitas

  • 4
  • Fev
  • 2013

Quarentena – 36º dia

  • 4
  • Fev
  • 2013

“Ora, tinha Jesus cerca de trinta anos ao começar o seu ministério. Era, como se cuidava, filho de José, filho de Eli…” (Lc.3:23)

Jesus começou o Seu ministério aos 30 anos.

Talvez se questione: Não teria o Senhor perdido tempo? Concerteza muitas pessoas teriam falecido sem ouvir falar na salvação…

Não…

Porque o tempo, o silêncio, os momentos em que não estamos atarefadas, são aqueles em que temos maior chance de aprender!

Quando temos um espaço só nosso, tornamo-nos mais perceptivas e sensíveis.

À semelhança da pessoa que iniciou agora a sua caminhada na fé cristã: Por não ter muitas dificuldades, ser ansiosa ou precipitada, pouco a pouco vai aprendendo.

Quando aguardamos o nosso tempo, conseguimos desenvolver interiormente. Temos tempo para olhar para dentro de nós e lapidarmos tudo o que esteja errado na nossa vida.

Repare: O Senhor Jesus via que o povo estaria a sofrer, mas aguardou o Seu tempo; a hora certa.

Interessante, que este tempo é silencioso… Não se destaca “sucesso” como quando fazemos muitas coisas. Neste tempo, enquanto aprendemos, existe um espaço para “sermos”, mais do que fazermos…

É é precisamente o “ser” que nos preparará contra as lutas e dificuldades contrarias
à nossa fé.

Trazendo para os nossos dias, muitas pessoas pensam: “Eu quero que o Senhor trabalhe logo; resolva tudo de uma vez… Há muitas pessoas para serem ganhas; tantas almas… Não desenvolvo como eu quero…”

Isto revela ansiedade em querermos fazer as coisas à nossa maneira.

Mas se o Filho de Deus tardou até aos 30 anos para começar! Imagine eu e você!

Não é pelo fato de sermos esposas, obreiros ou membros, que temos que desenvolver de imediato; ter sucesso… Não!

Primeiro há que desenvolver interiormente e as experiências fortalecerão a nossa fé e provarão que a nossa crença é real!

Deus não quer que vivamos ansiosas, mas espera uma confiança; uma dependência… que tenhamos a nossa vida inteiramente ao Seu dispor.

Interessante, que, neste espaço, se cria um relacionamento com Ele.

Se fico toda atarefada, constantemente, como posso amá-Lo?! Lembra-se de Marta, que estava toda atarefada, mesmo querendo servir a Deus com o melhor?

Deus não quer apenas o nosso serviço. Ele não nos usa, como faz o mundo, e deita fora, mas constrói algo dentro de nós, no tempo certo.

Somos especiais, e não feitas por computador, manejadas por qualquer tecla. Somos almas… É delicado o nosso processo e, por isso, exige tempo.

E nós devemos entender o nosso próprio tempo, sem pressão!

Devemos aprender, neste periodo, que Deus está bem junto a nós…

Fique calma; permaneça tranquila, que vai chegar a sua hora!

Faça no seu espaço, onde está agora, o seu momento especial com Deus e fique à vontade para expressar o que está dentro de si.