Quarentena – 27º dia

Viviane Freitas

  • 22
  • Jan
  • 2013

Quarentena – 27º dia

  • 22
  • Jan
  • 2013



“E estavam o pai e a mãe do menino admirados do que dele se dizia. Simeão os abençoou e disse a Maria, mãe do menino: Eis que este menino está destinado tanto para ruína como para levantamento de muitos em Israel e para ser alvo de contradição (também uma espada traspassará a tua própria alma), para que se manifestem os pensamentos de muitos corações.”
(Lc.2:33-35)

E não é verdade?!

Quando ouvimos e vemos um homem de Deus a ser usado pelo Espírito Santo, não ficamos admirados pela sua palavra?

Assim aconteceu com o pai e mãe do Senhor Jesus, porque Simeão era conduzido pelo Espírito Santo. Por isso, era ousado… abençoou e profetizou acerca do Senhor Jesus.

“Eis que este menino está destinado tanto para ruína como para levantamento de muitos em Israel e para ser alvo de contradição…”

Pode reparar, que Simeão não pronunciou apenas palavras positivas; que agradassem os ouvintes… Ele era movido pela fé racional, por isso, referiu a “ruína”, que acabaria com a religiosidade e a hipocrisia daqueles que se baseavam exclusivamente em “rituais”, mas que apresentavam uma vida enganosa.

Refere também que o “menino” estaria destinado…

Quando o Senhor Jesus age na vida de cada um de nós, Ele arruína o pecado e o engano. Não apenas nos levanta da frustração; da pobreza, ou nos concede a cura, mas destrói a nossa natureza pecaminosa e mostra-nos, através da Sua Palavra, a Verdade que nos libertará.

Existem muitas pessoas dentro das Igrejas, a viver uma vida de aparência. E isto porquê?

Porque toleram o seu pecado; aceitam as coisas inconvenientes e injustas pois não se permitem sacrificar e, por isso, não aceitam que o Senhor Jesus faça um trabalho no seu interior.

Por vezes, até ouvem a Palavra de Deus; enchem-se de conhecimento, mas não vivem, na prática, estes ensinamentos. E isto poderá tornar-se, também, uma ruína na sua vida.

A Palavra, em si, sem a prática, mata!

Mas o Senhor Jesus também levanta os “de Israel”…. À semelhança dos dias de hoje, que, no interior das Igrejas, há pessoas frustradas; caídas, que precisam ser erguidas pelo Senhor Jesus.

E, por onde Ele passa, faz uma revolução! Por isso é considerado uma contradição… Não transmite algo comum ou confortável a todos, mas trata de fazer um movimento dentro, e ao redor, de cada um!

“…também uma espada traspassará a tua própria alma…”

A alma, é onde residem os sentimentos, e é esta que precisa ser salva, pois é onde o pecado se gera…

Lembra-se, que o sentir é que nos faz pecar?!

Por outro lado, a Palavra de Deus leva-nos a tomar atitudes racionais, que nos fazem deixar de sentir, para viver na prática de uma fé inteligente.

Quando esta Palavra é accionada com ousadia e determinação, os sentimentos que a pretendiam dominar, são “cortados”. E isto, não lhe permite ficar frustrada; viver em função do passado, ou ser dominada por situações atuais.

Minha amiga, se você se “segurar” e confiar nesta Palavra, jamais será a mesma…

Quando a Palavra de Deus, traspassa a vida de uma pessoa, esta tem realmente conhecimento do seu verdadeiro estado…

Quando a Palavra penetrar na sua alma, entenderá de forma racional, a forma de não mais tolerar os mesmos erros.