Quarentena – 24º dia

Viviane Freitas

  • 17
  • Jan
  • 2013

Quarentena – 24º dia

  • 17
  • Jan
  • 2013


“E, ausentando-se deles os anjos para o céu, diziam os pastores uns aos outros: Vamos até Belém e vejamos os acontecimentos que o Senhor nos deus conhecer.
Foram apressadamente e acharam Maria e José e a criança, deitada na manjedoura.
E, vendo-o, divulgaram o que lhes tinha sido dito a respeito deste menino.
Todos os que ouviram se admiraram das coisas referidas pelos pastores. Maria, porém, guardava todas estas palavras, meditando-as no coração.
Voltaram, então, os pastores glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, e como lhes fora anunciado.”
(Lc.2:15-20)

Repare que os anjos já se tinham ausentando, quando os pastores decidiram ir até Belém, para confirmar os fatos.

Quando nos é revelado algo, imediatamente há a necessidade de comprovar o que nos foi transmitido. Queremos ver com os nossos próprios olhos, a veracidade daquilo que ouvimos.

E isto é algo racional; não apenas recebemos a Palavra, mas conferimos, por intermédio da nossa vida, a concretização dos fatos e acontecimentos.

A fé racional exige resultados!

Não basta apenas saber o que fazer, mas agir consoante o que foi revelado; procurar… dispor-se a viver conforme o que Deus já falou diretamente connosco.

“Foram apressadamente e acharam…”

Não foi fácil! Eles tiveram que procurar, mas acharam o que lhes havia sido dito.

Quando Deus, na Sua Palavra, nos ensina – e nós o aceitamos – tomamos a atitude de confrontar, imediatamente, o problema. Por exemplo: Se nos sentimos inferiores; somos tímidas, etc. Ao colocarmo-nos numa posição em que esses sentimentos, possivelmente, viriam à tona, é que percebemos a revelação de Deus, no sentido de o ultrapassar.

Já a pessoa que se resigna à sua forma de ser; que não deseja abandonar a sua “área de conforto”, vive de acordo com uma fé emotiva, que não lhe trará qualquer tipo de resultados.

Você deve sair do seu estado de acomodação, e desafiar a si própria, procurando e encontrando o que Deus lhe tem revelado.

“E, vendo-o, divulgaram o que lhes tinha sido dito a respeito deste menino.”

O que significa “ver” com os nossos próprios olhos?

Que eu encaro a minha situação, assim como estou disposta a “encarar” a bênção.

Não temos medo de tomar atitudes, mediante as revelações que temos tido.

Os pastores poderiam divulgar as notícias, antes de chegar e ver, mas fizeram o contrário… Preferiram obedecer, obtendo provas reais, resultantes da crença e prática da revelação de Deus.

“Todos os que ouviram se admiraram das coisas referidas pelos pastores.”

Não estranhe o que lhe vou dizer…

Você gosta da verdade, não gosta?!

Há muitas pessoas que até estão a “admirar” a Quarentena, mas não se “apressam” para encarar o problema e observar a sua atitude; permanecem apenas como ouvintes…

Não adianta tão somente “admirar” as palavras, se não permitir que Deus lhe mostre, através da meditação e da prática constante destas revelações, a solução para o seu problema.

“Voltaram, então, os pastores glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, como lhes fora anunciado.”

Os pastores tinham agora um motivo para louvar e glorificar a Deus, pois comprovaram o que ouviram, VENDO, e confirmando, desta forma, o que lhes fora anunciado.

Mas ver o quê?! Perguntará você…

Nós queremos que veja com os seus próprios olhos, o que não via, em relação ao seu interior… Deus quer uma oportunidade para falar consigo!

Mas como?

Vigiando, como fizeram aqueles pastores…

Se você não vigiar, não estará sensível à voz de Deus, e tão pouco Ele falará consigo em meio aos seus afazeres, ansiedade ou preocupação.

Mas a partir do momento em que estiver vigilante, atenta a qualquer reação que tenha, de forma a investir na sua vida espiritual; na sua salvação, pensa que Deus ficará indiferente para consigo?

Jamais!!

Porque motivo, naquela região, Deus escolheu os pastores, que tiveram que viajar para Belém?

Lembre-se, que as pessoas próximas, nem sequer abriram a porta, pois estavam ocupadas.

Deus quer falar consigo… Ele deseja que você O ouça e veja com os seus próprios olhos. Não apenas que admire!

Pois quem ouve e quem vê, realmente O glorificará!