Quarentena – 1º dia

Viviane Freitas

  • 17
  • Dez
  • 2012

Quarentena – 1º dia

  • 17
  • Dez
  • 2012


Visto que muitos houve que empreenderam uma narração coordenada dos fatos que entre nós se realizaram, conforme nos transmitiram os que desde o princípio foram deles testemunhas oculares e ministros da palavra,
igualmente a mim me pareceu bem, depois de acurada investigação de tudo desde a sua origem, dar-te por escrito, excelentíssimo Teófilo, uma exposição em ordem, para que tenhas plena certeza das verdades em que foste instruído.” (Lc.1:1-4)

Muitas pessoas atentam – e falam sobre – fatos que viram, ou ouviram, não sendo, contudo, algo que tenham “acurado”, se certificado ou averiguado… Não o fizeram de forma “inteletual”, mas simplesmente ouviram e aceitaram. Não se aprofundaram ou dedicaram a entender a raiz de cada situação.

“…depois de acurada investigação de tudo desde a sua origem…”

Repare na importância: A maioria não se interessa por discernir a origem dos “milagres” ou das “transformações”, mas apenas almeja conhecer os resultados.

E isto não passa de emoção, pois tudo o que é rápido é apenas consequência da fé emotiva, e não da prática da fé inteligente, que se esforça para tudo “apurar”, desde a sua origem.

E quando assim não é… pode reparar: Tudo é superficial! Nada na vida é profundo, consistente ou baseado na Verdade. Apenas se vive de acordo com aquilo que os outros falam, e não do que flui do seu interior…

“…uma exposição em ordem…”

A disciplina é algo racional, totalmente oposta à emoção, pois vai contra a nossa própria “vontade”. Resultado disto, é a plena certeza das verdades em que temos sido instruídos, que se refletem num discurso coerente e avivado, e em atitudes firmadas nessa convicção interior.

A falta desta plena certeza justifica a derrota de muitos cristãos: Quando falam, fazem-no de forma insegura, como se tivessem de cumprir uma obrigação; agem de acordo com uma fé “religiosa”. Precisamente, porque não vivem na disciplina; na ordem, deixando de averiguar a raiz dos seus problemas.

Quando alguém se aprofunda no conhecimento da Verdade, e se disciplina na prática da mesma, torna-se, assim, uma pessoa segura e com resultados positivos na sua vida.

E isto é algo interior… Que nos permite ser firmes em qualquer momento e sob quaisquer circunstâncias.

O interesse genuíno de conhecer a Verdade, e não apenas obter o conhecimento ou a interpretação de uma História, permite-nos ser vitoriosas a cada dia.

Não apenas falamos, mas vivemos o que cremos! Este é o nosso principal foco.

Por isso, é importante averiguar os fatos; conferir acerca das Verdades que tem ouvido. Se tem dúvida, insegurança, medo ou timidez, é porque a sua vida tem sido gerida por uma fé emotiva.

Em que é que tem baseado a sua vida? Será que tem sido em algo Verdadeiro, disciplinado, ou em algo “oco”; vazio; sem sustento e equilíbrio?