Obreira que vê muitas coisas…

Luisa Teixeira

  • 15
  • Ago
  • 2013

Obreira que vê muitas coisas…

  • 15
  • Ago
  • 2013

“Tu vês muitas coisas, mas não as observas…” Isaías 42:20

Há uma diferença muito grande, entre ver e observar.

Quando simplesmente vejo, uso o poder de um dos sentidos: A visão. É algo natural e comum a qualquer ser humano. Já quando observo, é mais profundo.

Infelizmente, tenho notado essa falta de observância, por parte de algumas obreiras, que até são frequentes na igreja, participam de quase todas as reuniões, ou seja, “vêem muitas coisas”.

Mas quando lhes é perguntado, a respeito do que entenderam da Palavra que foi dada, não conseguem; nem sequer lembrar do que foi falado, quanto mais entender o que Deus pretendia delas naquele dia, ou naquela reunião. Isso é grave! Pois com o passar do tempo, a obreira vai ficando “robótica”, e participa das reuniões, de forma sistemática.

Muitas até pensam consigo mesmas:

Essa Palavra já ouvi muitas vezes, isso não é para mim; ou então; como é hábito, acabam por reportar a mensagem para alguém que atenderam, ou para alguém que acham que está a precisar. A pregação nunca é para elas, porque pensam que não precisam.

Cara obreira internauta, não é isso que Deus pretende de si, que você seja superficial, porque se apenas é aquela obreira que vê muito, e não guarda; se não vive e não é profunda na sua entrega a Deus, então, não tem vida para transmitir. E o pior, é que depois vive a queixar-se, a murmurar pelos cantos, de que não vê frutos em sua vida e blá, blá, blá.

Ao pesquisar sobre o verbo observar, repare o que li no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa:

[bulletlist]

  • Olhar atentamente para;
  • Examinar;
  • Ponderar, objectar;
  • Obedecer a;
  • Guardar;
  • Cumprir fielmente;

[/bulletlist]


Para um bom entendedor, meia palavra basta!

Sejamos, portanto, abundantes na Obra de Deus, com profundidade, observadoras, de olhar atento, examinadoras, ponderantes, objectivas, obedientes. Obreiras que, sobretudo, guardam e cumprem fielmente a verdade e a justiça.

Que Deus possa olhar para cada uma de nós e dizer o contrário: “Tu porém vês poucas coisas, mas as poucas que vês, observas”

O que tem a dizer sobre este artigo?

 

Siga-nos: http://www.facebook.com/obreiros.em.foco.europa