Obreira que não consegue entender…

Luisa Teixeira

  • 6
  • Mar
  • 2014

Obreira que não consegue entender…

  • 6
  • Mar
  • 2014

Nestes últimos dias fui à cidade de Lisboa em missão, e enquanto ia no comboio, pensava no que havia de escrever no post de hoje.


Se vocês não sabem, sempre procuro parar para Ouvir a Voz de Deus e peço-Lhe a orientação, para que tudo o que escreva aqui, vá de encontro às vossas necessidades.

Não escrevo apenas algo que já sei, ou que penso que é o correto, mas o que vai causar uma revolução dentro de si, ainda que lhe seja difícil de ouvir.

E o que exponho hoje é sobre o seu interior, que ninguém vê. Semana passada falámos da intenção, porque muitos nem sequer avaliam a razão porque servem a Deus, e nem pesam a qualidade do seu serviço dentro da Obra… algo que ninguém tem o poder de enxergar, senão o próprio Deus. Não conheço a sua vida e nem sei o que está dentro de si. Só sei que a nossa vida é uma consequência do que somos, isso é “batata” (um fato).

Talvez esteja a enfrentar uma situação na sua vida que não entende o porquê. Você pede conselhos ao pastor, pára para ouvir a tudo e a todos, de maneira a encontrar uma solução, uma saída para a sua vida. E eu pergunto-lhe: Tem parado para Ouvir a Deus? Tem criado o seu tempo com Deus? Ou não? Você está tão mergulhada no problema, que se tornou a vítima principal do mesmo?

Minha cara Obreira, existem certas situações que acontecem em nossa vida, das mais variadas possível, que não conseguimos entender com o entendimento humano, mas que só temos capacidades para discernir espiritualmente. Para que possa entender o seu estado, tem que em primeiro lugar ouvir a Voz de Deus, buscá-Lo com todas as Suas forças… colocar a sua vida no altar.

Muitos agem na força do seu braço, por impulso, ou por justiça terrena, e, com isso, deixam de ser espirituais. Até aconselham a outros, mas quando enfrentam adversidades não são suficientemente servos para permanecerem na dependência de Deus. Isto é muito profundo e, ao mesmo tempo, sério.

Por favor, neste instante, pare para averiguar se não está a agir dessa forma, sem espirito. Não permita que o “corre corre” da vida, a faça tornar uma obreira carnal, que não entende o que Deus espera de si… por mais árdua que seja a sua luta.

Medite nisto:

“Disto também falamos, não em palavras que a sabedoria humana ensina, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais.
Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.”
1 Coríntios 2:13,14

Deixe o seu comentário e diga-me em que o(a) ajudou.

Um abraço,