Obreira: Obreira desfocada

Luisa Teixeira

  • 18
  • Dez
  • 2014

Obreira : Obreira desfocada

  • 18
  • Dez
  • 2014

A realidade é que quase todas as mulheres têm o “síndrome” da distração.


Qualquer imprevisto ou acontecimento é o suficiente para a desviar do seu foco.

É por isso que o artigo de hoje serve para alertar que, dentro da Obra de Deus, é importante que as obreiras vivam focadas no seu objetivo! Para que não sejam como barcos à deriva e sem direção.

Se porventura é uma obreira que sempre anda com a cabeça no ar; que chega às reuniões em cima da hora; que se esquece do uniforme, ou então parte do uniforme; que não cuida da sua aparência atempadamente, quando sabe que vai trabalhar na reunião, então, esses são sinais evidentes de que está sem qualquer foco.

Se é uma obreira que não é uma referência no seu trabalho, no que toca ao cumprimento do seu horário de entrada, ao desempenho laboral, ou até mesmo nos estudos; se não é centrada na realização das suas responsabilidades, é porque verdadeiramente está desfocada e sem objetivo.

E o pior é que depois queixa-se de que não vê resultados, de que não é reconhecida e destacada em nada do que faz.

Saiba que estar sem foco é o mesmo que andar às cegas, e quem assim vive está à mercê das circunstâncias, ou seja, é controlada pelo tempo, ao invés de ter domínio sobre o mesmo. Sabemos que não podemos alterar as horas e nem os minutos, mas podemos decidir em que pensar e no que executar. Essa é uma realidade irrevogável!

Mas infelizmente a tendência é para perder tempo com o que não edifica, é desviar a atenção para o que não é produtivo… o pior de tudo é que o resultado é a frustração e foi por aí que começou a queda de muitos que, tristemente, já não estão no nosso meio.

Em que está focada a sua vida? Ou vive desfocada, sem uma meta a atingir?

Pense nisso! E não se esqueça de registar o seu comentário.