Obreira, o que os seus cabelos falam de si?

Luisa Teixeira

  • 7
  • Nov
  • 2013

Obreira, o que os seus cabelos falam de si?

  • 7
  • Nov
  • 2013

A pedido de muitas obreiras, hoje venho falar de algo importante e que revela muito sobre nós: O Cabelo!

Sim, é verdade! O Cabelo fala a nosso respeito. “Como assim?” Pergunta.

É só pensarmos numa mulher que usa o cabelo todo em pé, pintado de maneira berrante, que logo associamos à rebeldia e desordem. Quando vemos uma mulher com um cabelo pintado de loiro amarelado, desproporcional ao tom da sua pele e com uma raiz enorme, geralmente, ligamos à sensualidade. Já um cabelo todo despenteado, ressequido, com pontas espigadas, ou então sem brilho, cheio de oleosidade, demonstra desmazelo, descuido e até mesmo algum distúrbio. Nem preciso falar, daquelas que usam o cabelo extra longo, sem nenhum corte e nem pintura, que de certo associamos ao estilo “crente”.

Agora diga-me: O cabelo fala ou não fala? Tenho a certeza que à medida que ia lendo o que referenciei, a sua mente foi buscar outros casos, outras conotações.
Trago este assunto à baila, primeiramente, porque me foi sugestionado, e depois, porque é uma realidade, à qual não podemos ficar indiferentes.

Minha cara obreira, sei que nestes posts de 5ª feira, depara-se com temas que mexem com o seu interior, e que por vezes não são os que mais gosta de ler, porque “cutucam” o seu ego, mas afinal não posso falar de temas que não vão acrescentar na sua vida, mas sim, que provoquem uma revolução, a ponto de mudar o seu comportamento espiritual e até mesmo físico. Vamos ser bem diretas: Se você quer de facto agradar a Deus, sendo uma obreira exemplar, então, tem que estar disposta a mudar o que for necessário, para agradá- Lo.

No tocante à sua maneira de tratar dos seus cabelos, não é diferente, pois se os mesmos, não são cuidados, limpos, arrumados, como representará a Deus? Sejamos reais: Uma obreira de uniforme, com o cabelo de qualquer jeito, como já mencionei acima, pode ser uma referência para alguém? Até pode, mas de forma negativa, porque as pessoas pensam, associam… e ao depararem-se com uma obreira nessas circunstâncias, ficam condicionadas e duvidosas quanto à sua imagem. Pensemos juntas, se por exemplo, for ao médico e a imagem que vê, é de um profissional todo descabelado, ou então, com o cabelo extremamente radical, seja sincera, vai passar-lhe segurança, ou credibilidade? Por muito especialista que seja, a sua aparência é a primeira figura que fica registada na nossa mente. O mesmo acontece connosco, pois também me incluo.

Então, o que convém?

Para as obreiras jovens, pelo fato de simbolizar menos maturidade, então, aconselho, que usem o cabelo bem escovado e com um apanhado, se for muito comprido, pois simboliza seriedade. Pode ser todo apanhado ou alguma parte do cabelo, dependendo do tamanho.

As obreiras adultas, devem cortar de forma adequada ao seu rosto e idade, pois na minha opinião, uma obreira acima dos 50, dependendo da sua personalidade, não fica bem com o cabelo muito longo, no máximo pelo queixo, o que passar disso, já lhe dá um ar pesado.

Em relação aos acessórios, devem evitar-se ao máximo, a não ser um prendedor de cabelo, na tonalidade do uniforme, e o mais discreto possível, se não a obreira vai parecer uma autêntica árvore de natal. Lamento se estou a ferir susceptibilidades… mas não posso deixar passar.

Quanto à coloração, tenha bom senso e opte por tons que condigam com a sua pele, e sobretudo naturais. Não cair no ridículo.

E no tocante àquela obreira que tem a mente “quadrada”, inflexível, que não muda por nada, tenho um recado:

Dê um corte, faça umas madeixas – mechas – mude a cor, enfim, mostre que está aberta a mudanças. Se conseguiu entregar a sua vida, abrir mão dos seus sonhos pelos D’ ELE, porque lhe é difícil abrir mão do seu estilo, ou do seu gosto?

Lembre-se que um cabelo bem cuidado passa a ideia de organização e de disciplina!

O que me diz? Está pronta?

Deixe o seu comentário. A sua opinião é importante!

Siga-nos: http://www.facebook.com/obreiros.em.foco.europa

 

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

176 comentários

  1. Olá , esse artigo me despertou uma seguinte curiosidade.
    Há alguma restrição para a obreira usar tranças box braids ?
    Tamanho , cor , espessura .

    Ver mais
    1. Sou obreira e uso trança box Chanel com bico.

      Ver mais
  2. Que bacana!!! Otimas dicas

    Ver mais
1 27 28 29