Obreira e a amizade que influencia

Luisa Teixeira

  • 21
  • Ago
  • 2014

Obreira e a amizade que influencia

  • 21
  • Ago
  • 2014

Sabe aquele ditado: “Diz-me com quem andas e te direi quem és…”?!

São inúmeros os ditos populares, e muitos, sem sentido, mas esse retrata a verdade.

Conheci uma obreira que era uma excelente serva, muito entregue na sua vida com Deus, sempre disposta a tudo. Mas com o passar do tempo, comecei a notar uma certa distância da sua parte, e a sua entrega na obra de Deus, começou a ficar fria. Já não evangelizava da mesma forma, as suas palavras eram fracas e sem expressão, já quase não tinha tempo para atender, e sempre chegava muito em cima dos horários da reunião. Não foram poucas as vezes que a alertei, e até lhe perguntava o que se passava, pois a notava realmente “apagada”.

Até que, com o passar do tempo, procurou-me, veio desabafar comigo e contou-me o que estava acontecer: Deixou-se levar pelas amizades do seu trabalho. E porquê? Porque, sendo muito jovem, teve mais facilidade para ser influenciada. Obviamente, isto não significa que a idade é a causa principal de tal influência, pois sabemos que o que realmente influencia, de forma negativa, é o envolvimento com pessoas que não estão no mesmo espirito. Aqui está o grande perigo!

Ela estava completamente envolvida com essas amizades, a ponto de começar a perder o temor a Deus. Mas o pior de tudo, é que a sua salvação também estava em jogo.

No entanto, ela fez algo muito importante, que foi cortar o mal pela raiz. Isso aconteceu no momento em que veio pedir ajuda, reconhecendo o seu estado, e porque, além disso, foi radical em relação a essas amizades, pois deixou de estar perto e de se relacionar com as mesmas.

Infelizmente, o que vemos acontecer com frequência, não é o caso desta obreira, regenerada pela sua entrega, mas é totalmente o revês, pois acabam por se permitir contaminar por inteiro.

Se está a viver um caso semelhante; se é aquela obreira que não corta o mal pela raiz, que não vigia o tipo de amizades que tem e as conversas que alimenta nesses meios, saiba que está na eminência de perder a sua vida eterna e, pior que tudo, a troco de “nada”!

Jesus disse: “Não é o que entra pela boca o que contamina o homem, mas o que sai da boca, isto, sim, contamina o homem.” (Mateus 15:11)

Gostaria de saber se já viveu algo semelhante ao que relatei neste artigo, ou se já presenciou alguma situação assim.

Deixe o seu comentário