Obreira, como conciliar todos os afazeres?

Luisa Teixeira

  • 17
  • Out
  • 2013

Obreira, como conciliar todos os afazeres?

  • 17
  • Out
  • 2013

“Olá! Gostaria que um dia o tema do post fosse, de como uma obreira poderia conciliar faculdade, trabalho e vida espiritual, já que há tantos “tristemunhos” de ex-obreiras que esfriaram na fé, por não conseguirem conciliar tais atividades. Outras temem por estar na faculdade, estudar, trabalhar, ajudar em casa, na igreja, e acabarem por ficar sem tempo, ou cansadas demais para sua a vida espiritual…”.

Querida Obreira,

Realmente este é um assunto bastante sério e preocupante, pois quando ficamos “atulhadas” de afazeres, a tendência é de descurar alguma área da vida, e infelizmente, o que temos presenciado, é que a parte mais afetada, é a espiritual. E porquê? Por falta de ser de Deus? Por falta de orientação? Não é por aí!

O problema é que quando estamos muito ocupadas, acabamos por não ter espaço para pensar, para olhar para dentro de nós, e isso prejudica-nos muito, no sentido de deixarmos de ouvir a Voz de Deus e de procurar a Sua direção para a nossa vida.
Só pensamos em dar conta das nossas responsabilidades, pois não queremos deixar a desejar, e é dessa forma que a vida espiritual se vai definhando. Essa é uma das armadilhas mais sagazes, que o diabo tem usado para aprisionar a muitos servos.

A realidade é que quando assumimos inúmeros compromissos, tendemos a nutrir uma ansiedade que bombardeia uma intensa preocupação na nossa mente, e o pior de tudo, são as consequências que colhemos desse desequilíbrio: Desgaste mental e físico, perda de sono, e ainda a famosa frustração, por causa de não conseguir cumprir com todo o trabalho que estava em suas mãos.

De que adianta tudo isso? O que vai trazer de benéfico para a nossa vida?

Eu sei que se pergunta agora mesmo: “Mas como é que vou conciliar os meus muitos afazeres? Não posso abandonar as minhas responsabilidades…”

Concordo consigo, não deve abandonar! Porém, deve fazer uma pausa para observar com muita atenção, até que ponto o ritmo que tem levado, está a prejudicar a sua vida espiritual. Se chegar à conclusão de que realmente não tem estrutura para suportar tanta carga de trabalho, então deverá, urgentemente, fazer escolhas, abrir mão de algo, menos do seu compromisso com Deus! Muitas ficam frias na fé, por causa desse síndrome da “super mulher”, de querer abraçar o mundo.

Não se esqueça que para entrar no Reino dos Céus, tem que haver renúncia, e muitos não estão dispostos a pagar esse preço, acabando por cair na ansiosa solicitude da vida, como está escrito em Mateus, no capítulo 6, dos versículos 25 ao 34.

Quem é mais importante para si? Pense bem!

Você não vai deixar de fazer o que é necessário, é obvio! Mas também não deve colocar nada à frente de Deus, pondo em risco a sua Salvação. Um conselho que lhe dou: Pense muito bem antes de assumir outras responsabilidades, que vão requerer de si mais esforço e tempo, impedindo a sua ligação com Deus e o empenho a 100% no seu chamado, que é ganhar almas!

Cada um é como cada qual! Como assim? Cada um tem a sua estrutura… uns conseguem conciliar muitas coisas, outros nem tantas. Cabe a nós fazer essa avaliação.
Agora, uma coisa é certa: “… buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu mal” (Mateus 6:33;34)

Pergunto ainda: Conseguiu entender a gravidade da situação? Alguma vez passou por isso, ou está a passar? Conte-nos! Deixe o seu comentário; não se esqueça que a sua opinião pode ajudar a muitos.

Siga-nos: http://www.facebook.com/obreiros.em.foco.europa