O que eu aprendi com o meu filho autista

Josiane Boccoli

  • 26
  • Jun
  • 2015

O que eu aprendi com o meu filho autista

  • 26
  • Jun
  • 2015

Jamais pensei que um dia diria isso, mas se o meu filho não fosse especial, eu não me teria tornado quem sou hoje.

O autismo não é uma doença, não se vê na carinha da criança, não se tem o diagnóstico através de exames, não! O autismo é comportamental e com isso, somente pessoas especializadas no assunto são capazes de diagnosticar. Sempre digo que o dia em que assumi e aceitei isso, foi o meu ponto de partida contra mim mesma. Eu mudei, não foi o Gabi quem mudou.

Quando decidi mudar a minha vida, os meus hábitos, os meus compromissos para me dedicar ao meu filho, não tinha noção do quanto que eu ganharia com isso, o meu foco era ele e sempre que nos quebramos para sermos moldadas por Deus e podermos Glorificar o Seu Santo Nome, somos abençoadas.

Tentando organizar o dia dele, eu organizei o meu; melhorando a alimentação dele, eu enriqueci a minha; priorizando-o, vi quanto tempo eu perdia com coisas que não valiam a pena; buscando direções em Deus, tornei-me mais dependente Dele; lendo sobre o assunto e transformando parte da minha casa em um centro de tratamento, descobri talentos em mim que jamais sonhei que tivesse; sentando-me e descobrindo o meu Gabi, vi-me nele, e o amei mais ainda.

Através do meu filho, Deus ensinou-me a negar a mim mesma e assim poder fazer parte do Plano Dele.

Querida mamãe, assim como Abrãao não se negou para cumprir o que Deus lhe havia pedido, da mesma forma, sempre que negar a si mesma e aos seus sentimentos para sacrificar pelo seu filho, estará a permitir-se ser usada por Deus para que os Planos Dele se cumpram, tanto na sua vida quanto na dele.

Seja forte! Sacrifique o seu Isaque e permita que Deus a use.

Vamos preparar-nos para o perfeito sacrifício.