Experiência: A melhor escolha

Viviane Freitas

  • 27
  • Set
  • 2014

Experiência : A melhor escolha

  • 27
  • Set
  • 2014

Acabo de voltar do Brasil, onde estive pela primeira vez, mas a sensação que tenho é que sigo aí.


Minha experiência no Templo de Salomão foi entender o amor tão grande e inexplicável que Deus tem por nós. Não é um sentimento, redondamente não! É um amor verdadeiro, amor com atitude, amor com sacrifício.

O tratamento que recebi foi muito especial, por parte das pessoas que nos receberam no Templo. A atenção para que pudéssemos entender a reunião no nosso idioma (espanhol), comprovando o áudio nos auriculares; a preocupação que tiveram com este pequeno grupo de 40 pessoas do Equador foi extraordinário.

Os momentos de meditação antes de começar a reunião, as duas horas de espera, que já nos leva a entrar na presença de Deus.

Olhava para o altar, para a Arca da Aliança, que atraia minha total atenção neste formoso lugar. As pedras que representam as tribos de Israel, ali diante dos meus olhos me fizeram pensar e perguntar: Por que os anjos estão em posição de proteção? E as pedras, de diversas cores… não tem como escolher qual é a mas bonita! Vejo que não existe uma “preferência”, Deus vê e valoriza a todas como pedras preciosas. Cada pedra é um povo diferente, único. E o véu que está no altar? Sigo pensando, mas ao iniciar a reunião o véu se abre, e surpreendentemente Deus começa a responder todas minhas perguntas durante a mensagem do Bispo Macedo.

Minha última reunião no Templo foi no Domingo. Sentada, outra vez naqueles momentos inesquecíveis de esperar a reunião começar, minha vida inteira passou pela minha memória. Me lembrei da roupa que vestia (short, camiseta, meias e ténis). Eu tinha 15 anos de idade e me era como uma formiga insignificante (escrevendo agora, meus olhos se voltam a se encher de lágrimas). Eu não queria saber de Deus, nem sabia que Ele era o Único Deus verdadeiro. Eu não tinha esperanças de ser feliz. Já se passaram 18 anos desde do dia em que em que ouvi Sua Voz me chamando, me atraindo. E eu O segui. De repente me vejo sentada na primeira fila, nas primeiras cadeira do Templo, vestida especialmente para Deus, não somente a roupa exterior, mas me vejo transformada em uma Princesa! O Senhor me deu alegria, me amou, me separou para Ele. Naquele momento minhas lagrimas caiam involuntariamente pelo meu rosto, por contemplar sua obra em minha vida, por ver claramente seu imenso e inexplicável amor por mim. Um véu se abriu em minha mente, como aquele véu que se abre no altar do Templo, e dali Deus nos fala tão claramente.

Eu não posso explicar esse amor. Só sei que esse é o Amor, O Amor Verdadeiro.

Ele me fez viver essas palavras, elas se tornaram reais dentro de mim:

Ele levanta do pó o pobre, do monturo eleva o necessitado, para os fazer sentar entre os príncipes, para os fazer herdar um trono de glória.

Essa é uma parte das minhas experiências no Templo de Salomão. Traigo marcado dentro de mim o compromisso com meu Senhor renovado, um espírito disposto a Servi-lo por toda minha vida, de una maneira especial, assim como Ele me considerou.