Dificuldades, o que me fazem?

Silvia Alvarenga

  • 9
  • Out
  • 2010

Dificuldades, o que me fazem?

  • 9
  • Out
  • 2010

Falar em dificuldade para as pessoas, é dar motivos para fugir. Começar do zero, quando aparentemente estava-se lá na frente, é uma humilhação.

Uma humilhação, porque a imagem e a posição, era bem reconhecida pelos demais. E agora, problemas, verdades sobre mim? Ah não!!!! Não posso aceitar! É uma injustiça!
Tudo isso é devido o que você é! Seu instinto é orgulhoso, e não quer deparar-se com a verdade. Prefere ser enganada por si mesma, do que propriamente encarar essa verdade que está dentro de você.

E o que os outros vão pensar de mim? Eu que estava lá na frente, crescendo em posição, sendo reconhecida como um “bom referencial”, agora vou desmoronar tudo? Começar do zero?

Não quero ouvir de ninguém! Porque sei que eles me vão atacar! Prefiro me esconder do que propriamente encarar!

Ok, amiga! Você prefere assim, então espere estar sempre construindo sua vida sobre algo desestruturado, porque tudo que você vive é uma mentira, um engano e uma farsa, somente para em prol dos demais, somente para aparentar e aparecer.

Para você, a dificuldade não faz morrer essa natureza rebelde. A dificuldade aumenta seu orgulho, suas defesas, e suas desculpas, dizendo sempre que a culpa é dos demais!

Até quando você vai fugir do seu “grande eu” e da realidade que ele tem trazido?

Até quando você vai ser escrava, agradar aos demais, enquanto você está morrendo por dentro, sendo iludida por você mesma, sendo sua própria inimiga?

Até quando você vai desvalorizar-se, enganando a si mesma em prol de “satisfazer aos pensamentos dos demais”?

A dificuldade, me fez ver quem eu era. Ai ai ai… se não houvessem dificuldades na minha vida! Ai ai ai… se elas não tivessem existido, para que eu reconhecesse o quanto preciso de ajuda… Ai ai ai… se elas não tivessem aparecido, para eu manifestar a minha fé, onde estaria hoje?

Então, por que resistir quando você pode ser melhor através delas?