Detalhe do Presente

Viviane Freitas

  • 27
  • Fev
  • 2012

Detalhe do Presente

  • 27
  • Fev
  • 2012

Veja que Deus exige na Sua Palavra as condições de como dar a oferta, o que ofertar e que tipo de oferta Ele quer receber.

Mas… que absurdo exigir presente! É o que muitos questionam quando escutam falar de oferta ou sacrifício.

Entretanto,não conseguem enxergar a conduta do próprio ser humano, que de nascença é egoísta. Não conseguem enxergar que se sentirem à vontade para ofertar, darão o pior a Deus.

Este é o motivo da exigência.

Mas como é que Deus é capaz de exigir as condições, sendo que muitos não “podem” cumprir pelas suas dificuldades? E por que têm que provar tanto?

A exigência ou o estipular da oferta é o carinho e amor que Ele tem para connosco.

Mas, nas condições apertadas que farão mais apertadas ainda?

Sim. Enquanto você segurar o que você tem, não haverá “fome” de ideias, “fome” de justiça e principalmente de crença.

Pedir é fácil, mas provar a crença não é. E há que existir uma separação entre dizer e provar. O único meio é por intermédio da fé sacrificial e também do ofertar, negando assim o seu próprio egoísmo.

E mais… não pode ser qualquer coisa. Há que ser o melhor, sem defeito, porque se caso estiver com o mínimo defeito, não será aceite.

Com a oferta, você vai conhecer mais de você e principalmente se ela a vai deixar: maliciosa, egoísta, dando o que sobra, enganadora até chegar ao orgulho.

Orgulho porquê?

Porque você nomeia sempre que esse é o seu melhor e ainda fica triste quando este não lhe é aceite.

Então repare bem amiga leitora, que tipo de trabalho, de presente, de entrega tem feito aos demais, que passa a ser egoísta, se centralizando apenas na sua necessidade, porque enquanto estiver com “mão de vaca” estará sempre em aperto. E tudo por causa… da sua falta de crença ou entrega.

Agora explico a você amiga leitora o porquê, Deus tem carinho e exige, porque quando alguém ama, vai além. Ela simplesmente ensina, até mesmo com cobrança, porque ela não vê sua “reputação” diante dos demais em agradar, mas de transformar a vida dela por tudo que lhe fará livre.

Este é o amor de Deus para connosco ao ponto de ser duro, mas real e verdadeiro para o que nós precisamos adquirir.