Comparação

Viviane Freitas

  • 9
  • Nov
  • 2012

Comparação

  • 9
  • Nov
  • 2012

Já reparou que todas as mulheres se comparam umas com as outras?

Daí o motivo das mulheres serem sentimentais… Porque não olham para o que é justo, mas para o que mais lhes agrada.

Por esse motivo é que invejam, têm ciúmes, sentem-se incapazes, inferiores… e a lista continua!

Não existe ninguém igual a ninguém. Sempre encontrará alguém com qualidades que você gostaria de ter, mas isso não lhe dá motivo para se inferiorizar e desvalorizar.

O que deve ser feito, então, para me dar mais valor?

O valor está precisamente no que é justo e verdadeiro.

Seja você. Fale do que crê. Fale sobre a sua experiência de vida, pois, assim, transmitirá algo sincero, e não camuflado.

A razão, muitas vezes, pela qual as pessoas não são sinceras, é justamente porque se comparam. E é nessa intriga de sentimentos, que permanecem frustradas para a vida real.

Não tente ser quem você não é… Caso tenha que mudar, como outros também têm que mudar, use o seu raciocínio para consegui-lo e não os seus sentimentos.

O que é justo? O que lhe convém? Como deve proceder?

São essas as perguntas a que deve responder, para se “comparar” à justiça.

E daí, então, quando agir a fé, participará a Deus algo racional e não baseado em sentimentos.

Pois, se reparar bem… Deus não ouve sentimentos, mas a fé; a inteligência.

Quando falamos de inteligência, referimo-nos ao que a faz avaliar, pesar e medir as consequências das suas ações.

Pense nisso, amiga leitora.