21 dias de Jejum – 5º Dia

Viviane Freitas

  • 27
  • Set
  • 2013

21 dias de Jejum – 5º Dia

  • 27
  • Set
  • 2013

A escravidão do pecado

Ola a todas do Blog Vivi Freitas. Hoje já é o 5º Dia do Jejum de Daniel.

Estamos a salientar a humildade, e daremos continuidade ao que falávamos ontem:

Lembra-se que comentámos acerca dos judeus que haviam crido no Senhor Jesus, ao quais Ele disse que se permanecessem na Sua Palavra, seriam, de fato, Seus discípulos? E conheceriam a verdade, sendo libertos?

Ao que eles responderam que eram descendência de Abraão, e que jamais tinham sido escravos de alguém, questionando o Senhor Jesus, de que forma poderiam ser livres…

Hoje, damos a resposta do Senhor Jesus:


“Replicou-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo: todo o que comete pecado é escravo do pecado. O escravo não fica sempre na casa; o filho, sim, para sempre. Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.”
(João 8:34-36)

Os judeus que haviam crido no Senhor Jesus, não queriam sujeitar-se à verdade, pois, na realidade, não a entendiam.

Pelo fato de se declararem, à semelhança dos dias de hoje, como cristãos, conhecedores das Escrituras, não assumem a sua necessidade e questionam: “O que isso tem a ver comigo?!”

Se está no Jejum de Daniel, e tem consciência de que vive no pecado, entregue aos sentimentos, à mágoa, ao tormento e à preocupação do que os demais pensam sobre si e que, inclusive, decidiu fazer este Jejum, para suprir aquilo que os outros estão a conseguir através do batismo,

está, na verdade, a crer em Jesus, mas não quer permanecer nas Palavras d’Ele. Preocupa-se mais com a sua reputação e a aparência, do que em assumir a realidade da sua vida.

Deixo aqui bem claro, através da Palavra de Deus, que “Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” Talvez diga: “Serei livre se atingir o batismo com o Espírito Santo à semelhança da minha amiga ou colega; quando for igual a ela, ou tiver as mesmas responsabilidades…”. Mas, na realidade, não reparou o seu próprio problema. Então, não há como Deus a libertar. Para que isso aconteça, tem que O buscar, e apenas O busca, quem sente a necessidade de O encontrar.

Se procura apenas os benefícios, ou baseia-se no superficial, de como manter as aparências, com certeza, neste jejum, nada receberá! A prova é que participou em vários jejuns, começou, e não aconteceu nada. Isto, porque não permaneceu nas palavras do Senhor Jesus, mas baseou-se nas suas ideias e pensamentos fixos. Não quer sujeitar-se e vasculhar a sua própria vida para não encarar a verdade, pois esta dói, mas é a única que liberta! E a verdade é o Senhor Jesus.

Se aceita essa verdade, será livre! Se assim não for, permanecerá presa, no mesmo tipo de vida, escravizada pelo pecado.

Aproveite a oportunidade, procurando a verdade sobre a sua vida. Chegando à Igreja, exponha o que está no seu interior, sendo aberta e transparente, para assim experimentar a libertação!

Hoje mesmo, quando ouvir esta mensagem, faça a sua parte! Não espere por ninguém, ou pelo audio de amanhã para motivar a sua fé… Quem permanece não espera por ninguém!

Eu quero que seja independente. Este audio é para que você aprenda e para que não fique na “mão” de ninguém.

Um grande abraço!

Até amanhã.