21 dias de Jejum – 4º Dia

Viviane Freitas

  • 26
  • Set
  • 2013

21 dias de Jejum – 4º Dia

  • 26
  • Set
  • 2013

A verdade que liberta

Olá amigas do Blog Vivi Freitas. É um prazer estar a acompanhá-las através deste Jejum de Daniel. E já estamos no 4º Dia.

Havíamos destacado a primeira caraterística de alguém que tem o perfil de Deus: A Humildade. E, de acordo com a Palavra de Deus, consideremos algo muito importante, que me chamou a atenção:

“Disse, pois, Jesus aos judeus que haviam crido nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, sois verdadeiramente meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.Responderam-lhe: Somos descendência de Abraão e jamais fomos escravos de alguém; como dizes tu: Sereis livres?” (Jo.8:31)

Aqueles que apenas crêem no Senhor Jesus, mas não permanecem na Sua Palavra, não compreendem a linguagem do Senhor Jesus. Ouvem tantas pregações para buscar o Espírito Santo, e sobre a importância de procurar o Bem Maior, mas, na verdade, não assumem, para si mesmos, essa necessidade.

Talvez se tenha incluído neste Jejum, porque toda a Igreja, na mesma fé, o tem feito. E entrando no meio da “multidão”, assim tem seguido o Senhor Jesus. Crê n’Ele mas não entende o motivo e a importância da sua ligação pessoal com Ele.

O Espírito Santo não está ao alcance de todos! Apenas daqueles que O desejam e que revelam essa necessidade.

Inclusive, mesmo a quem é batizado com o Espírito Santo, Deus não lhes impõe nada! Por isso Ele orienta aos que crêem, que se permanecerem na Sua Palavra, serão verdadeiramente Seus discípulos. E, na sequência disto, a verdade os libertará!

Quem não recebeu, sequer, o batismo com o Espírito Santo, não pode ser discípulo do Senhor Jesus, porque não consegue permanecer na Sua Palavra. Já quem possui este batismo, permanece!

Ainda que lhe assista o poder de escolha, tem consciência da sua necessidade, porque, tendo-a assumido, buscou, foi preenchido pelo Espírito Santo e continua a alimentar essa chama.

Mas os que haviam crido n’Ele, e que O estavam a ouvir, não concordaram com a declaração que a “verdade os libertaria”. Alegavam ser descendentes de Abraão, conhecer as Escrituras, mas não compreendiam o Espírito.

Veja como é importante, você que participa neste jejum, entender o motivo porque se inclui no mesmo, não baseando-se em opiniões alheias, mas porque tem “sede”.

E perguntará você: “Como entenderei?!” Fazendo-se próxima!

Entenderá o Senhor Jesus, ao lembrar-se do que Ele diz, no seu dia-a-dia. É aqui que O compreenderá e se tornará um verdadeiro “discípulo”. E esta responsabilidade cabe a cada um de nós, pois até ao fim temos que permanecer nas Suas Palavras.

Então amiga, apegue-se à sua “força”, que é a humildade! Quando é humilde, para o mundo é considerado “bobo”, mas para Deus é forte, pois reconhece a necessidade da sua entrega.

Interessante, que o “mundo” encara tudo de forma superficial: Vê o orgulhoso como forte, e o humilde como fraco, sendo que este último, é o que realmente investe em si mesmo.

Nós conheceremos a verdade e seremos livres por seu intermédio. E quando percebemos isto, não há resistência, ou desculpas, como: “Eu sou da descendência de Abraão; sou cristã; dizimista; obreira; esposa de pastor…” Você pode ser incluir-se em algum destes, que crêem no Senhor Jesus, no entanto, não entendem nada do que Ele diz!

Está na hora de mudar essa situação, sendo sensível e não resistente à voz d’Ele. De que lhe tem valido essa resistência, senão a distância de Deus e a distração com “picuinhas”?!

É momento de ser responsável e tomar atitudes em prol do que diz crer. É hora de atitude! Traga à existência o que tem pedido a Deus e pare de conversa “fiada”, prometendo o que não cumpre.

Seja realista, minha amiga. Seja verdadeira, pois a verdade é que fará com que estes 21 Dias sejam renovadores e realmente verdadeiros.

É esta a mensagem que lhes quero transmitir, hoje.

Amanhã daremos continuidade, falando mais sobre este Jejum de Daniel.

Deixe o seu comentário, de como têm sido, para si, estes primeiros dias.