21 dias de Jejum – 16º Dia

Viviane Freitas

  • 8
  • Out
  • 2013

21 dias de Jejum – 16º Dia

  • 8
  • Out
  • 2013

A alma e os sentimentos

Olá a todos os internautas. É um prazer estar aqui convosco, no 16º Dia de Jejum. Está a chegar o dia 13 de Outubro, mas você não deve colocar limites na sua fé! Não tem que ser em dia específico; chegará para si, que está convicta, porque se entrega por inteiro, sem reservas ou medo.

“…todavia, o meu justo viverá pela fé; e: Se retroceder, nele não se compraz a minha alma. Nós, porém, não somos dos que retrocedem para a perdição; somos, entretanto, da fé, para a conservação da alma.” (Hb.10:38,39)

Estou a ler estas passagens, hoje, para que saiba o seguinte: Que é através da fé que podemos conservar a nossa alma.

É na alma que nascem os desejos, os sentimentos, as vontades. Quando vivemos pela fé, contrariamos a nossa alma. Não somos mais dirigidos pela nossa vontade, mas pela vontade de Deus; pela obediência.

Quando obedeço a Deus, demonstro fé, pois eu não O vejo.

E, como referiamos ontem: “…o meu justo viverá pela fé”… Esta é precisamente a receita para combater todos os sentimentos que frequentemente nos assolam.

O “justo”, para Deus, é aquele que consegue vigiar, discernir e “cortar” os seus sentimentos, não pela fé emotiva, mas usando a crença que tem em Deus.

Esta fé é que nos permite recordar das palavras do Senhor Jesus. A mesma que corta o mal e nos faz raciocinar.

Quem vive pela fé, baseia-se na Palavra de Deus, que trouxe à existência aquilo que não existia. O mundo formou-se por seu intermédio e, quando obedeço a Deus, acontece o mesmo: Eu trago à existência aquilo que não existe dentro de mim, porque não sou dirigida pelo que sinto, mas pela minha obediência à Sua Palavra.

É assim que se tornará “justa” para Deus e será batizada com o Espírito Santo. Terá certezas, dentro de si, e não viverá com receio, preocupada, ansiosa para falar em línguas, ou que isto aconteça em dia específico. A fé não tem um limite! A fé torna-a livre de preocupações e permite-lhe ficar na total dependência de Deus.

Dou-lhe um exemplo: Quando se faz um programa de tv, e se está nervosa, fala-se muito rápido, mas quando se está consciente em relação ao que se está a fazer, fala-se devagar, pensando nas palavras.

E é isto que acontece: Quando há fé, existe segurança. Não se “extrapola”; fala com Deus com segurança acerca do que existe no seu interior.

Hoje é o seu dia! Vá à Igreja Universal para que seja batizada com o Espírito Santo. Ou aí mesmo, na sua casa… mas esteja ciente que deve fazer o seu sacrifício. Deve dispor da sua carne. Và, faça o que tem que fazer e entregue-se por inteiro. Esta é a nossa oportunidade!

Quando o Senhor Jesus vier por nós, não seremos tidas como néscias, a viver pelas circunstâncias. Mas quem vive pela fé, prepara-se para o noivo, pois Ele virá até si. Prepare-se!

Quero deixar aqui um grande abraço a todas as pessoas do Porto. Um beijão para vocês! Até amanhã.