138 – 72º Dia | Ser O Testemunho

Viviane Freitas

  • 11
  • Abr
  • 2017

138 – 72º Dia | Ser O Testemunho

  • 11
  • Abr
  • 2017

11 de Abril | Terça | João 17.5

E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse.

O que deve fazer antes de ouvir o audio? Clique aqui.

Olá a todos os internautas! Estamos aqui mais um dia, e com toda a alegria, porque meditar e ouvir a Palavra de Deus é como um bálsamo para a minha alma, que me limpa da conduta errada, dos pensamento errados.

Vamos ao livro de João 17:5

“E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse.”

Veja agora com mais perfeição o que o Senhor Jesus mostrou… Lembra-se que ontem falámos sobre isso, que Ele foi perfeito e fez a Obra com perfeição na Terra? Agora Ele pede ao Pai que o Pai O glorifique; que seja da parte do Pai.

“…junto de ti mesmo,…”

Quer dizer: A glória do Senhor Jesus era estar junto com o Pai, e a nossa glória deve ser a mesma que o Senhor Jesus pede.

Na realidade, o que faz ressaltar a paz, a certeza do amanhã, a sintonia com os meus relacionamentos? Quando eu estou junto do meu Pai.

Quando eu estou junto Dele, a alegria é independente das circunstâncias, se estão a meu favor ou contra mim.

“E agora glorifica-me tu, ó Pai,…”

Veja o que Jesus fala… Ele queria a honra apenas de Deus; Ele não queria apenas estar próximo, mas junto Dele. E como?

“…com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse.”

Quando o mundo passou a existir, muitas almas começaram a ir para o inferno… e quantas agora estão sendo levadas para lá?!
Deus tem uma preocupação constante em relação a essas pessoas. Desta forma, quando o Senhor Jesus esteve aqui na Terra, revelou essa Vida que o Pai Lhe deu; veio dar o perdão, a verdade, a disciplina e a correção. Deus Pai revelou e revela para os Seus filhos esse amor incondicional, e Jesus mostrou isso, mas até mais do que mostrar ao mundo, o que Ele mais queria era estar junto com o Pai e Se relacionar com Ele.

Sabe minha amiga, eu posso imaginar isso, porque me aconteceu algo (nada que se compare a Jesus), mas no final do ano 2015 eu vi o meu orgulho, e no início de 2016 eu determinei que iria acordar mais cedo e meditar na Palavra de Deus, só que aconteceram vários imprevistos e problemas que não me permitiram colocar o alarme para despertar, e se passaram 4 meses e eu fiz uma avaliação e não estava feliz… Falei para mim mesma: “Eu tenho provado da mudança em mim, na forma como enxergo as coisas, mas sabe Jesus… eu quero mais, eu quero ter os meus pensamentos no Senhor o tempo todo, e eu não aceito ser assim. E numa quarta-feira, na reunião, a Palavra de Deus falou comigo:

“Regozijar-me-ei muito no Senhor, a minha alma se alegrará no meu Deus; porque me vestiu de roupas de salvação, cobriu-me com o manto de justiça, como um noivo se adorna com turbante sacerdotal, e como a noiva que se enfeita com as suas jóias.” Isaias 61.10

É verdade que quando somos cobertos das vestes da salvação, quando enxergamos a verdade, estamos muito felizes. Quando eu enxerguei o meu orgulho, eu vi outra Viviane, mas eu queria mais, eu precisava estar perto do Pai, eu tinha os pensamentos do Pai pelo que Ele vinha fazendo em minha vida, mas eu queria alimentar a meditação e ficar jogando uma água naquela plantinha, enfim…

E naquela quarta-feira eu falei com Deus: “Olha Deus, eu não estou me regozijando no Senhor tanto quanto eu queria… Deus, eu já vi e tenho visto o Senhor falar e me mostrar o meu orgulho, trabalhar em mim, só que eu não estou satisfeita; eu quero uma coisa para sempre, eu quero um relacionamento em que eu tenha os Teus pensamentos…” E naquele dia eu tomei uma decisão: Comecei a meditar! E eu via Deus em mim, e foi como ter um treinador pessoal, pois via Deus me corrigindo, me orientando, me fazendo lembrar dos versículos em que tinha meditado, me fazendo entender a Sua vontade, algo muito particular entre mim e Deus.

Esse relacionamento, essa intimidade 24 horas, esse momento junto do Pai, não há nada maior e mais maravilhoso do que isso, e é o que nós temos que desejar com toda a nossa vida, mais do que qualquer coisa.

E foi isso que Deus me falou nesse versículo e que me surpreendeu: Mesmo Jesus sendo perfeito e tenho feito a Obra de Deus aqui na Terra, com perfeição, Ele ainda pede ao Pai para estar junto Dele.

Ah, minha amiga internauta, eu quero seguir essa referência do que o Senhor Jesus foi e é para mim.
E que você também tenha essa necessidade do Pai.

Um grande abraço para vocês e amanhã estaremos de volta.

Série: Ser o Testemunho