137 – 71º Dia | Ser O Testemunho

Viviane Freitas

  • 10
  • Abr
  • 2017

137 – 71º Dia | Ser O Testemunho

  • 10
  • Abr
  • 2017

10 de Abril | Segunda | João 17:4

Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer.

O que deve fazer antes de ouvir o audio? Clique aqui.

Olá a todos os internautas.

É um prazer estarmos juntos, e maior prazer ainda é levar comigo o que eu estou meditando durante o dia. Nenhuma preocupação, nenhum problema, para me fazer desviar o foco daquilo que eu recebi nesta manhã.

Acompanhe comigo no Livro de João, capítulo 17, versículo 4:

“Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer.”

Jesus glorificou ao Pai, consumando a Obra que Ele Lhe deu para fazer.

Perguntará você: “Mas o que Deus Pai quer que eu faça? Como é que Ele quer que eu O glorifique? Em que sentido Jesus está falando, que ressaltou as qualidades, os feitos de Deus?”

Primeiramente quero falar sobre o que Ele viveu, como Ele viveu… Ele aproveitou o Seu tempo, perdoou, ensinou, teve paciência, exortou, corrigiu, disciplinou os Seus discípulos e o povo. Acima de tudo, Ele foi com o Pai!

Para que eu possa glorificar a Deus aqui na Terra, eu preciso depender do Pai, porque eu sou cheia de falhas; eu não sei o que é melhor para mim, eu não sei dirigir bem a minha vida. Todas as vezes que eu dirigi a vida à minha maneira, mesmo que inconscientemente, eu “quebrei a cabeça”… não me trouxe satisfação. Mas quando eu dependo de Deus e exercito esta dependência, o Espírito Santo faz a Obra dentro de mim, me ensinando a não ficar ansiosa ou preocupada, me ensinando a viver o meu relacionamento com Ele, a vigiar as minhas emoções, a exercitar a fé diante dos desafios, das dificuldades, enfim… enfrento os meus problemas comigo mesma, como uma pessoa imperfeita, que eu tenho que vigiar, reconhecendo que a Obra de Deus tem que ser feita em mim, para que então eu possa glorificar a Ele. Então, eu vou dar aquilo que Ele faz em mim, pois eu não posso transmitir o que eu mesma faço, ou seja, eu até posso dar, mas não tem resultado! Mas aquilo que Ele faz em mim, que depende desse meu relacionamento com Ele, isso sim, faz com que eu O glorifique, porque traz à existência o Deus vivo!

Enquanto o Espírito Santo não tem acesso à sua vida, por exemplo, quando você é resistente, não pode glorificar a Deus aqui na Terra, porque você quer do seu jeito. Mas quando se submete, honra a Deus com a sua vida, obedecendo e sacrificando em prol dessa obediência… Aprendendo, vigiando, reparando, atentando, enfim, quando faz isto, glorifica a Deus, porque começa a corrigir os seus erros e as suas falhas. Mas quando você não ouve, não atenta para a voz de Deus e, desta forma, não O glorifica aqui na Terra. Consequentemente, não tem como fazer a Obra de Deus na vida das demais pessoas.

Porquê?

Porque não aconteceu consigo…

Só podemos dar o que recebemos!

O Senhor Jesus não apenas deu aquilo que Ele tinha, mas também exercitou a fé em relação ao poder de Deus: Curou, libertou, enfrentou a perseguição com os fariseus, os hipócritas, os saduceus, os principais sacerdotes que, na época, eram os políticos, e o Senhor Jesus disse a Verdade e assumiu a fé! Mostrou o Deus vivo, não apenas na libertação, na cura, mas por intermédio do Seu Ser, do Seu caráter, da Sua conduta.

Por isso Ele disse: “Eu glorifiquei-te na terra, tendo consumado a obra que me deste a fazer.”

Você sabe o que significa “consumado”?

É um desenvolvimento, um procedimento que se encontra realizado.

Significa a Obra de Deus feita por completo, ou, em outras palavras, chegou ao mais alto grau de perfeição.

Jesus fez isso, porque Ele era Um com Deus o tempo todo!

E o segredo para glorificar a Deus nesta vida, aqui na Terra, é eu me relacionar com Ele, exercitar a fé para os impossíveis, mediante os problemas, corrigir a mim mesma, vigiar, para que, então, a Obra que está sendo feita sob a responsabilidade que Ele me deu, venha a completar-se, pois o Autor da fé está fazendo isso dentro de mim! Enfim, isto é glorificar a Deus.

Se você é resistente à mudança, não tem como glorificar a Deus aqui, nesta vida.

E você tem condições para o fazer… sim, você mesma!

Você que se acha incapaz, saiba de uma coisa: Quando queremos, quando temos sede, olhamos para o nosso objetivo, mas quando estamos numa fé emotiva, olhamos para os empecilhos, para os problemas, que são maiores.

Mas se eu creio, eu coloco a minha crença acima de todas as dificuldades, pois olho para a mesma e a coloco como minha meta!

Amiga internauta, glorifique a Deus aqui nesta vida, para que você possa revelar um Deus vivo, e não um deus morto.

Até amanhã!

Série: Ser o Testemunho